JellyPages.com

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Apenas Peço - Silvana Cervantes


Apenas peço...
Pára de se sentir isso e aquilo...
Vem sentir meu tesão, isso sim
Deixa de coisa, de milongas...
Sente logo meus seios no teu sexo
Chega de se sentir sufocado...
Anda, vem se sufocar nos meus braços
Não tenho ciúmes, rapaz, tenho é fogo
Grande, carinho que nada satisfaz...
Pára de se sentir pressionado
A única pressão que quero
é a do teu corpo em cima do meu...
Qual prisão o quê?
Quero é rolar no chão com você,
te morder, te lamber, te beijar, te fazer feliz.
Chega de neuras, de medos, de tristezas,
de dores, de mágoas, vem, me toma,
faça aquilo que muitos querem,
mas só você será capaz...
Chega de pensar, sonhar...
É chegada a hora de provar...
Não há controle, nem correias e nem amarras!
Apenas pedidos...
Peço que me agarre
Me tombe em tua cama
Me ame com força tamanha,
Que me deixe de pernas bambas
Completamente sem fôlego
Totalmente atordoada, ali jogada
Relaxada, de tanto te amar...
Apenas peço!

Queria Você Agora - Criszinh@


Queria Você Agora
Do jeitinho que estivesse...
Sentir seu cheiro, 
seu suor,  seu calor, enfim...
Tudo que exala de seu corpo.
Sentir você colado a mim,
Clamando pelo toque das minhas mãos
Aumentando ainda mais o desejo
De me ter por inteira, só para você.
Queria Você Agora
Sem importar com o tempo...
Com o que se passa lá fora.
Na nossa intimidade, 
o Amor,  o Desejo
E o nosso Toque, 
falam mais alto...
E o tempo é quem fica parado, 
a nos admirar.
Queria Você Agora
Pois minha boca está sedenta 
dos lábios seus...
Enlouquecida, 
esperando os seus beijos,
E com os meus beijos, 
fazer você delirar,
Pois não sobraria 
um pedacinho seu sequer,
Que eu não acariciasse 
com o calor dos lábios meus.
Queria Você Agora
Lado a lado, 
Corpo a Corpo
Corações disparados 
Sedentos de amor.
Mas aquele amor que nos uni,
Nos completa e nos transporta
A outras dimensões
Em um êxtase sem igual.
Queria Você Agora
Para em seu peito repousar...
E com meus braços te envolver...
Para não deixar a chama
Deste Amor, 
desta Paixão, se apagar.
Queria Você Agora
Para em seu rosto, 
minhas mãos deslizarem,
A te acariciar.
Fitar os seus olhos 
e fechá-los com um simples beijo,
Cada um deles.
Selando-os, 
com o amor que me invade 
e me enlouquece.
Queria Você Agora
Pois está difícil controlar 
o que minha alma,
meu coração e meu corpo desejam.
Pois está difícil esperar 
o tempo certo.
Pois está difícil não poder
te dar os meus beijos molhados
e sentir a sua boca.
Pois está difícil 
não me sentir sua
e saciar seus desejos.
Pois está difícil 
não sentir o seu corpo
e suas mãos a me tocar.
Pois está difícil 
não ouvir você me dizer "Eu te Quero".
Mas está mais difícil ainda...
NÃO TER VOCÊ AQUI, AGORA!!

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Calda De Chocolate - Eduardo Baqueiro


Como uma criança faceira e esfomeada
Sentado de frente para você
Olhos nos olhos, ouço teu respirar,
sinto teu cheiro
Entre nós apenas uma calda de chocolate...
Meus pensamentos se misturam aos seus
Um desejo enorme de beijá-la
Mas tua mão na calda de chocolate
me desvia a atenção
Sinto tuas mãos percorrendo minha boca
Lambuzada de calda, calda de chocolate!
Sujo minhas mãos também com a calda
Passo em teu rosto
e deixo cair até chegar aos teus seios
Minha língua, inquieta,
experimenta a calda em teu corpo...
Te sinto em doce aflição,
Um tesão nascendo da tua pele
chega a perturbá-la a ponto de você
se esquecer da calda...
Tua língua percorre meu corpo
lambuzado em doce
Da criança faceira nasce um lobo
faminto de teu corpo
Desejando explodir dentro de você,
querendo deixar meu cheiro entranhado
em tua carne...
Me perco, agarrado ao teu corpo,
e me encontro novamente brincando com você
Sinto tua gargalhada gostosa
dominando meu ser,
Perco o controle do momento...
Sou uma criança desejando satisfazê-la
a qualquer custo...
Neste momento sou apenas teu,
indefeso e carente,
pronto para satisfazer teus desejos
mais secretos...
Estes momentos são os melhores de minha vida
Você me faz sentir feliz e satisfeito
Um menino deitado em teu colo desejando
que o tempo não corra,
que a noite jamais termine...

Sensual - Insana


Quero por ti ser amada,
mergulhando em tuas fantasias,
serei a sua escrava carnal,
presa e amordaçada,
ou sua Messalina despudorada,
uivando sobre o teu corpo,
amando-te como animal
Quero beijar-te a boca,
roçando de leve a minha língua,
e em leves toques, com os dedos,
pelo teu corpo viril,
lambendo os teus suores,
aguçando-te todos os teus desejos
Guardaria todo o teu doce sabor,
trancado na ânsia dos meus beijos
Te levaria até as minhas coxas
para mostrar-te onde guardo
o meu lampejo,
para sentir a textura da tua boca
em ritmos delicados, sem ensaios
líricos como um beijo
Nesta hora, provaria o meu néctar,
Súmula ardente do meu êxtase,
inebriando-te com minha lascívia
E no meu ofegar dos meus gemidos
amar-te sem perda de tempo,
irrigando o teu ser,
por todos os meus sentidos
E assim, tu me amaria de todos os jeitos
até que a noite desse lugar ao dia,
e seu corpo rígido, quase morto,
descansasse no calor de minhas pernas,
ou no frescor dos meus seios

Amar Ao Luar - Maraína Bastos

Abraçar-te forte,
deitada na areia,
Ter-te sobre mim,
sedento de amor,
Sorver o teu beijo,
que me incendeia,
Abrir-me em desejo,
sem nenhum pudor...
Celebrar teu íntimo
a me desvendar,
A me possuir,
em carícias tamanhas,
Sob o testemunho
de um doce luar,
Sou de ti completa,
até às entranhas...

Voraz - A.D.


Ah, quando na noite eu lhe encontrar
E os desejos mais secretos
logo irão se revelar...
e pra início de conversa
quero de ti um beijo ousado!
Te sentir tal qual uma onça voraz,
na parede acuar...
em teus cabelos quero me emaranhar...
o território do teu corpo desvendar eu vou.
e demarcar com meus beijos
cada curva que encontrar.
Degustar a tua pele e teu cheiro...
os teus gemidos felinos eu não pretendo abafar...
quero rasgar a tua roupa
e encostar em teu corpo...
sentir você gemer,
tremer e arrepiar...
quero mesmo é te ver aflita 
e pedindo pra eu não parar.
Pedindo pra em meu corpo cavalgar...
subir e descer vales 
e montanhas sem pressa de voltar.
Ah, doce mulher-felina...
vem fantasiar...
deixa eu descobrir onde se esconde 
esse desejo que me faz delirar...
Ah, e quando eu a encontrar...
você pode se preparar...
de mim não escaparas...
Pois vamos realizar nossos desejos mais secretos.
AMAR... AMAR... AMAR...

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Estações - Roberlei Brino


Foi-se o tempo de calar
de fechar portas
e olhar frestas de janelas.
Hoje quero o frescor
das brisas de outono.
Aquecer-me
junto a um corpo no inverno.
E como Beija Flor
espero sol da primavera.
Para me alimentar de tal flor.