JellyPages.com

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Bambu - Carlos Seabra


Vento no bambu
sopra e geme prazer
assim como tu

Mamilo - Carlos Seabra


Frio ventoso
mamilo fura blusa
olho guloso

Beijo - Carlos Seabra


Mãos que se tocam
olhos que se encontram
beijo na boca

Teu Fruto - Carlos Seabra


Chupo teu fruto
na moita
que o vento
açoita
com boca
afoita
que grita
como louca
que goza
como vento
e geme
como mulher

Cio - Carlos Seabra


Dedo macio
doce siririca
fêmea no cio

Gruta - Carlos Seabra

Úmida gruta
desejo toma corpo
boca na fruta

O Amar Do Mar - Carlos Seabra


Boca do mar
beijo de sal
lábios da praia
pele de areia
língua de rio
decote de dunas
seios de ilhas
abraço do sol
correntes de desejo
cheiro de algas
ondas de prazer
espuma que rebenta
gemidos das gaivotas
gozo das nuvens
céu que se funde
no azul do mar

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Visita - Virna G. Teixeira


Criado-mudo:
bíblia e
rosário de contas
na cama, 
ao lado
a nudez
sem nome

Beijo - Virgínia Schall

Sua boca
uva rubra
roça meus lábios
e por segundos
somos murmúrios úmidos
seiva cósmica
de línguas púrpuras

Cama - Manuela Amaral


Fui ordinária
requintada
tímida
Misturei poesia
com vários palavrões
Gritei
Uivei
Gemi
Rasguei almofadas
e lençóis
Fui carnaval de amor
no circo de uma cama.

Trecho Do Livro: Diário De Uma Paixão - Nicholas Sparks


(...)o melhor amor é aquele que acorda a alma
e nos faz querer mais,
que coloca fogo em nossos corações
e traz paz as nossas vidas,
foi isso que você fez comigo
e era isso que eu queria ter feito 
com você pra sempre(...)

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Mais Você - A.D.


De todos os amores por mim vividos até hoje,
O seu foi o mais intenso.
De toda a saudade,
A sua foi a mais forte.
De todos os beijos,
O seu foi o mais gostoso.
De todo calor,
O seu foi o mais ardente.
De todas as almas,
A sua foi a mais gêmea.
De toda ânsia de cometer loucuras,
A sua foi a que mais me atentou.
De todos os corpos,
O seu mais me instigou.
De todas as esperanças em amores depositadas,
O seu foi o que teve mais crédito.
De toda a vontade de ficar junto,
A vontade que me domina é a sua.
Por isso de todos os amores eternos 
por mim prometidos,
O seu será o único cumprido a risca.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

A Massagem - Marcelo Fouquet Rosembrock


A massagem que eu quero:
vou cumprir...
feche os olhos por um instante
imagine... sonhe...
faça uma viagem alucinante
sentiu minha presença?
estou bem atrás de ti
levanta que já estou tirando tua roupa...
beijando teu pescoço
descendo mais um pouco...
indo bem devagar nas tuas costas
com a língua molhada...
quente e cheia de desejo...
descendo um pouco mais...
tirando a tua calcinha...
que está toda molhada
do prazer infinito...
arrepiando tudo
ouvindo tua boca
gemer baixinho...
beijo teus quadris...
que se mexem... agitam... enlouquecem
e me fazem ver todo o corpo
bem aqui...esplêndido e macio
querendo me sentir.
Meus dedos
percorrem tudo...
dedilhando o teu corpo
que treme
e me pede mais...
Desço mais um pouco
beijo tuas coxas sem demora
deixa eu adivinhar
percorrendo tudo...
sem esquecer de nada...

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Toda Vez Que A Gente Ama - Renata Arruda

Toda vez que a gente ama
Toda vez que meu corpo é calma
Meus sentidos tremem
Minha boca
alma
Minha fala geme
Toda vez que a gente ama
Eclode em nossa cama
Uma explosão de água
Uma erupção de estrelas
Fazendo-me animal humano
Descarrego em ti meus sonhos
Desembarco num lugar só meu

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Cala, Meu Amor - Vinícius de Moraes


Cala, meu amor
Entra, meu amor
Bom você voltar
De onde vem você
Cansado assim?
Vejo tanta dor
No teu triste olhar
Este olhar que, outrora
Se acendia só pra mim
Cala, meu amor
Fala, meu amor
É melhor você nada contar
Venha aos braços meus
Que os abraços meus
Vão finalmente te fazer calar

Crônica De Amor - Martha Medeiros


(...)O verdadeiro amor acontece por empatia,
por magnetismo, por conjunção estelar.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada,
veste-se bem e é fã do Caetano.
Isso são só referências.
Ama-se pelo cheiro, pelo mistério,
pela paz que o outro lhe dá,
ou pelo tormento que provoca.(...)

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Sim - Sami Ismail Musa

Quero sentir
Ver com olhos fechados
Tato
Olfato
Com os 5 sentidos
SIM...
sou eu
Em seus ombros
Com meus lábios
Tocando bem suave
Sentindo sua pele
Seu cheiro
Seu gosto
Degustando
Admirando
E por fim
Sentindo seu corpo
Quente
Seus poros
Como vulcões
Em erupção
Seu corpo a tremer
Em escala Richter... 8.6
E eu como um SOS 
Transportar você 
Até a lua crescente 
Onde possamos 
Ver tudo de camarote 
Sem aplaudir 
Mas... 
SIM... 
olhar nos olhos 
Sem palavras 
Dizer 
Eu te AMO!!!!! 
SIM.

Dança - Laura


Devagar, vou caminhando
suavemente, em sua direção...
olhos fixos...
lábios entre-abertos...
o batom rubro...
movimentos sensuais,
mãos deslizam pelo corpo
que dança ao ritmo da música...
nada escapa,
aos seus olhos de desejo...
começa-se então o ritual da sedução...
cabelos soltos, esvoaçantes...
o desabotoar da blusa,
deixando-a cair...
com a boca, tira as luvas
que cobriam suas mãos...
a dança é suave e alucinante...
seu corpo flutua...
tirando lentamente,
sua última veste...
enlouquecedora dança
nua para seu homem...
que a toma para si...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Fera - Eduardo Baqueiro

Venha minha fera!
Venha possuir tua menina...
Sinto sede de teu corpo,
Desejo ardentemente ser possuída...
Quero sentir tua língua percorrendo
meu corpo.
Quero que este tesão se expanda.
Que eu me torne somente sua.
Quero me entregar para você!
Meu menino, meu homem safado...
Vem, se enrola em meu pescoço
Me ame, me possua, me satisfaça.
Leva contigo este tesão que me enlouquece.
Quero pertencer somente a você.
Quero me deliciar de teus carinhos.
Sentir teu sexo invadindo meu corpo,
Gemer em teus braços...
Ah menino safado que me enfeitiça!
Vem e satisfaça tua fêmea que te ama.
Diga dentro de meu ouvido que me pertence
assim como te pertenço!
Vem menino de minha vida...
Solta esta fera presa em teu peito.
Possua tua menina que te espera ansiosa.
Deixe-me chorar de prazer 
sentindo você dentro de mim!
Enche minha boca com tua boca.
Sufoca esta fome que sinto por você.
Mata esta saudade que tenho de teu corpo,
Deste teu cheiro, de tua voz...
Vem meu menino...
Deixa-me sentir teu corpo 
beijando meu corpo.
Deixa-me gozar neste sexo gostoso.
Deixa-me satisfazer esta sede
que sinto de você.
Deixa...

De Cara Lavada - Martha Medeiros


Hoje me desfiz dos meus bens
vendi o sofá cujo tecido desenhei
e a mesa de jantar onde fizemos planos
o quadro que fica atrás do bar
rifei junto com algumas quinquilharias
da época em que nos juntamos
a tevê e o aparelho de som
foram adquiridos pela vizinha
testemunha do quanto erramos
a cama doei para um asilo
sem olhar pra trás e lembrar
do que ali inventamos
aquele cinzeiro de cobre
foi de brinde com os cristais
e as plantas que não regamos
coube tudo num caminhão de mudança
até a dor que não soubemos curar
mas que um dia vamos

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Imensa Saudade - Marlene A. A. Reis


Pernas separadas,
Vontades não satisfeitas,
Desejos incandescentes,
Saudade sexual.
Ideia fixa em um amor
Quase impossível.
Amor dilacerado,
Universal e fogoso.
Foi lindo o princípio, mas,
Desejos outros, de outros,
Impediram o desenrolar.
Era uma festa constante
Em meu coração ansioso
Por aquele ser,
Em quem não via defeitos.
Sonhava à noite e de dia,
Dormindo e acordada.
Lindo nosso amor telepático.
Sexo também existia.
Ao deitar sentia tudo.
A coceira, a entrada.
O fogo ardente, as delícias
Dilaceravam as almas.
Hoje resta saudade imensa
Vontade de ser feliz,
De querer rolar deitada
Em seus braços ardorosos.