JellyPages.com

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Tarado - Rosemari Bernardi-Hochstein


Vou agarrar-te pelos cabelos
Marcar teu corpo com meus beijos
Com minha língua te acariciar
Até sentir tua pele arrepiar
Vou jorrar dentro de ti meu gozo
Inundar a tua boca
Com os licores do meu corpo
Entre teus seios voluptuosos
Vou penetrar no teu ventre
Como um...

Jeans - A.D.

A carne forçada
sob a calça jeans
quase explode
querendo sair.
O tecido vibra
fibra a fibra
trêmula grade
implodido jardim.
Enquanto a carne
flora pura
implora em si

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O Meu Despertar - A.D.

Hoje, ao te ver dormindo...
...beijei tua face suavemente
Hoje, ao te ver dormindo...
...com as pontas dos dedos acariciei teu peito
Hoje, ao te ver dormindo...
...beijei tua testa como se fosse um beija flor
Hoje, ao te ver dormindo...
...alisei teus braços num afago de carinho
Hoje, ao te ver dormindo...
...e lambi tuas orelhas te fazendo arrepiar
Hoje, ao te ver dormindo...
...mordi teu queixo com carinho
Hoje, ao te ver dormindo...
...beijei teus lábios com vontade de te amar
Hoje, ao te ver dormindo...
...alisei tua barriga
Hoje, ao te ver dormindo...
...beijei teu umbigo
Hoje, ao te ver dormindo...
...afaguei teu membro
Hoje, ao ter ver dormindo...
...lambi tua boca
Hoje, ao te ver dormindo...
...te senti ereto
Hoje, ao te ver dormindo...
...fiz amor contigo

Sonho De Fim De Verão - Magda Almodóvar

Eu preciso é mudar de ares,
Ir para outros lugares,
Ver novos horizontes,
Ouvir pássaros que não conheço,
De novas terras sentir o cheiro,
Deitar em outros travesseiros...
Pescar lambari em açude,
Tirar fruta do pé,
Enfiar faca em bananeira,
Conversar com gente simples,
Ouvir histórias de fantasmas,
Saci e de jacaré...
Quero andar tocando o chão
Com a sola do meu pé,
Ouvir ao luar um seresteiro,
Cantando canção de boiadeiro...
Quero banho de cachoeira,
Pegar carona em carro de boi,
Catar gravetos pra fogueira,
Comer mandioca e
Batata na lenha cozidas,
Ganhar um beijo doce,
Chupar um picolé...
Bem depois daquele monte,
Tem este lugar sonhado.
Vou lá encontrar meu namorado,
Vamos deitar no mato molhado,
Fazer amor apimentado...
Depois de mãos dadas, iremos
Banhar nossos corpos suados,
No rio que serpenteia entre pedras
E tem um lago encantado...
Voltaremos ao lugarejo
Com aquelas caras risonhas,
De quem fez alguma arte.
Na boca um sorriso lírico,
No olhar muita promessa,
Um andar sem muita pressa,
Temos o infinito para andar...

Silêncio - Mirella

             Quem passa debaixo da minha janela ultimamente
não ouve nada: só o silêncio.
Eu o guardo como um luto fechado em meu peito
amarrado com tristeza, barbante e saudade.
Aqui dentro, ele dorme como um cão vigia.
Meu grande medo é seu sobressalto
ai de mim, se me toma de assalto!
Quem por aqui passa não nota
o meu lento e cuidadoso movimento
só mesmo o barulho do vento.
Não quero lembrar que eu existo.
Ultimamente só quero silêncio.
Silêncio...