JellyPages.com

sexta-feira, 27 de julho de 2012

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Renunciar - Fernanda Queiroz

Renunciar!!!!
A te sentir bem perto de mim
A ouvir teus murmúrios e gemidos
A tua voz calma e transparente
Que sempre pareceu me embalar...
Tua risada gostosa
Que me fez acreditar
Que tudo poderia se realizar...
Renunciar!!!!
A momentos mágicos vividos
Em sons ou letras escritas
Onde nossas almas se encontravam
Onde nossos corpos não podiam estar...
Renunciar!!!!
As horas marcadas de encontro
Onde você enxugava o meu pranto...
E me fazia ter delírios
De contigo poder ficar...
Renunciar!!!!!
A calma de um amor vivido
Que parecia ter nascido
Para nunca acabar...
Mas, foram sonhos... foram delírios
De risos... emoções... e lágrimas...
De sons... suspiros... e desejos...
De vontades loucas e incontidas
De poder realizar...
Mas que estava escrito no reverso
Com letras graúdas e firmes
Com a caligrafia do destino.....
A palavra RENUNCIAR!!!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Eu Amo Você - A.D.

Eu amo você
Não apenas porque tens ou és alguma coisa
Eu te amo pela soma do que és e tens
Pela bagagem que trazes em tua mala
Pela felicidade que sinto quando estou com você...
Eu amo você
Não apenas porque tenho motivos
Eu te amo porque meu coração quer
Pelo simples fato de você me fazer bem
Pela alegria que nos envolve quando, 
juntos, nos encontramos...

Morte Do Amor - A.D.

Delírio - Beth Nunes

Indago ao coração
Por que se ama tanto.
Alguém que nos faz sofrer
Que nos tirou o encanto?
Indago ao coração
Por que ainda sinto
O corpo estremecer
Quando sei que ele vem vindo?
Indago ao coração
Por que tanto me fascina
Fazendo com que a mulher
Tenha sonhos de menina ?
Indago ao coração
Que teima bater apressado
Quando uma música ouve
Fazendo-se identificado?
Indago ao coração 
Por que desse teu jeito
Que delira com essa dor
Que trago dentro do peito?
Indago ao coração
Mas ele não quer responder
Mostrando que sentimento
Não precisa se entender.

Me Calei - L.P.V.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Renato Russo

Durante um show Renato Russo perguntou ao público:
“-Alguém aí já sofreu por um amor verdadeiro?"
A platéia respondeu:
"-Jááááááá...."
Renato Russo disse: 
"-Errado!!!
O amor verdadeiro nunca vai te fazer sofrer, 
pois quem ama CUIDA,
Não magoa e não decepciona...
Não busquem pessoas perfeitas, 
porque não somos, 
busquem apenas pessoas 
que te VALORIZEM”.

Saudades - Germana Facundo

Que saudades!
Como pode alguém sentir saudades 
do que nunca houve?
Como pode alguém sentir saudades 
do que nem viveu?
É como estou hoje,
Com saudades!
Morrendo de saudades dos sonhos que criei,
Chorando de saudades das horas que imaginei,
Das histórias que sonhei.
Hoje estou assim,
Querendo que o tempo vá para onde eu quero,
Para onde ele nunca esteve.
Mas a saudade é tanta que me paralisa,
É muita saudade
E nem aconteceu
E nada eu vivi.
Como se pode sentir saudades 
de uma época que não existiu?
De fantasias e de promessas 
que nunca se concretizaram?
Por que sentir saudades 
de um futuro inventado
quando há um presente imenso para se viver?
Mas não se manda no coração.
O coração é pretensioso 
e quase sempre faz o que quer,
A razão até tenta dominar,
Mas raramente consegue.
E por causa do coração a gente 
faz um monte de besteira
E fica esperando, esperando…
Esperando que tudo volte 
a ser como antigamente…
Ou pior,
Que tudo seja como criamos em
nossos sonhos mais recorrentes.

Bicho No Cio - L.P.V.

Me toca, 
me assanha, 
me chama,
me ganha. 
Seduz, 
conduz 
na cama,
no chão,
na sala, 
no quarto.
De frente, 
de lado,
de quatro. 
Num ato de loucura 
Se mexe,
remexe, 
geme, 
grita, 
pede 
com força, 
sem dó. 
Obedeço 
e como um animal 
me perco, 
soco, 
meto,
não paro,
rápido, 
forte, 
lento,
sinto. 
Me molho, 
pressinto: vou gozar...
E, então, 
chegamos juntos.
Explode, 
você grita,
se treme. 
Sem controle 
eu fico 
e viro bicho no cio.

domingo, 15 de julho de 2012

Tentação - L.P.V.

Feliz Dia Internacional Do Homem - Tania Lemke

Homens… maravilhosos e incompreendidos homens!
Falamos línguas diferentes
Tropeçamos em nós mesmos, tombos freqüentes…
“- Antagônicos, briguentos, rabugentos…”
…ah! Estes homens maravilhosos…
Por que será que tanto deles reclamamos
Se por eles nos derretemos e tanto os amamos?
Sua força, seu cheiro, seu toque,
Só de imaginar vão dando choque.
Homens maravilhosos,
Charmosos, incrivelmente deliciosos!
Insubstituíveis,
Mulherengos, terríveis,
Mas…apaixonantes!
Esplendidos amantes!
Estou para ver mulher que reclame
Mas que algum destes danadinhos não ame!
Tão viris,
Donos ou não de seu nariz…
Todos eles tem seu charme irresistível
Fugir deles? Impossível!
Incompreendidos…pobrezinhos!
Dificilmente estão sozinhos…
Reclamamos mas não os largamos
Sem eles, não vivemos, mal respiramos!
Homens vocês são demais!!!!!!

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Só Sei Que Te Amo - desejosproibidos

Não sei escrever, não sei dizer...
O que me provocas e me fazes sentir,
Sei apenas que não te quero perder,
Sei apenas que só te quero fazer sorrir...
Quero beijar teus lábios num eterno beijo,
Quero sentir teu corpo em pleno desejo...
Quero amar-te a cada dia como se fosse o fim,
Quero o teu calor, puxando-te para junto de mim.
Amo o teu doce e meigo olhar...
Amo teu toque em minha pele ansiosa,
Amo saborear tua boca deliciosa...
Amo... simplesmente Amo te Amar!
Desejo meu coração no teu gravado,
Desejo teu perfume no meu corpo quente...
Desejo teu corpo que ansioso não mente
Desejo teu desejar, tua loucura, teu pecado...
Venero tudo o que faz o teu mundo,
Venero teu sonho, tua paixão...
Venero teu ser, tua voz, teu olhar profundo...
Venero a tua essência, tua pele, minha tentação..
Sou louca por ti,
Sou louca porque não sei viver sem ti
Sou louca porque me enlouqueces sem te ter...
Sou louca porque não estás comigo para eu te ver...
Será pouco para descrever o que sinto pelo meu amor?
Eu sei que é!...
Mas eu bem disse que não sabia escrever,
No entanto uma coisa é certa...
Mesmo que eu soubesse, 
Nenhum poema deste mundo 
Por mais belo e maravilhoso que fosse 
Poderia alguma vez descrever o meu amor!...
Só sei que te AMO! 

domingo, 8 de julho de 2012

Martha Medeiros

Eu - Martha Medeiros

Eu triste sou calada
Eu brava sou estúpida
Eu lúcida sou chata
Eu gata sou esperta
Eu cega sou vidente
Eu carente sou insana
Eu malandra sou fresca
Eu seca sou vazia 
Eu fria sou distante
Eu quente sou oleosa
Eu prosa sou tantas
Eu santa sou gelada
Eu salgada sou crua
Eu pura sou tentada
Eu sentada sou alta
Eu jovem sou donzela
Eu bela sou fútil
Eu útil sou boa
Eu à toa sou tua.

Sentindo L.P.V. - Vênus

Eu gosto quando você beija meus olhos.
Eu adoro quando você beija minhas mãos.
Eu amo quando você beija meus ombros.
Eu enlouqueço quando você me toca com as pontas dos dedos,
Tateando minha pele sem direção...

Vênus - Vênus

Martha Medeiros

quarta-feira, 4 de julho de 2012

terça-feira, 3 de julho de 2012

Mulher Apaixonada - Ângela Lugo

Sou a mulher 
das tuas poesias
Que te traz 
muitas alegrias
Quando sonha
 as tuas fantasias