JellyPages.com

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Felina - Márcia Silvino

É como fera que quero te amar.
Perder o limite,
romper teu silêncio,
matar teu desejo e o meu.           
Acabar com a cena,
entrando inteira, livre e insana.    
Grudar em ti
e te deixar sem saída.      
Resumir tudo com um beijo
e, como faz parte do desejo,
descer e subir no teu corpo
que, de forte, enfraquece nesta hora,
e chora como criança.       
Dominar-te, da cabeça aos pés.     
Tirar tua fala,
o sono,
o rumo.       
Receber tudo o que é teu com prazer
e, depois, te chamar para a vida.              
E, para terminar, esta noite,
dormir em teus braços.          
Acordar
e te amar de novo.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Feitos Um Para O Outro - A.D.

Se amar é querer estar juntos  
se amar é sentir saudades  
se amar for a busca do carinho  
de sentir o calor do teu corpo  
das batidas compassadas  
de dois corações em harmonia  
dos segredos, das confissões  
dos sentimentos em sintonia  
então vou morrer te amando  
te desejando te buscando  
mesmo que a distância  
entre mim e ti seja grande  
mesmo que seja impossível  
a convivência entre nós  
mesmo que seja proibido  
o que sentimos mesmo que digam: 
- é absurdo...  
continuarei te buscando  
continuarei te amando, sonhando...  
como poderei não te amar  
se a doçura, o encanto  
que me das todos os dias  
se te busco, se me buscas  
se encontramos o que precisamos  
um no outro...  
se a carência que existe em mim  
é a mesma que existe em você...  
como não te amar se me buscas  
me acaricia com suas fantasias  
se me sentes perto e se delicia  
com o som da minha voz...  
como não gostar de sentir tudo isso  
se encontro tudo quanto  
preciso e anseio  até aquele segredinho 
existente  entre mim e você  
aquela cumplicidade  
em tudo o que sonhamos...  
fomos feitos um para o outro.

Se Eu Te Amasse Mais - Martinha

Se eu te amasse mais do que te amo agora  
Não teria a certeza que tenho de que vivo  
Eu vou te amar assim  
Por essa vida afora  
Guardando pra nós dois  
A causa e o motivo  
Se eu te amasse mais do que te amo agora  
Eu sei que meu olhar não te diria tanto  
Não te amei de repente  
E nem escolhi a hora  
Mas cuide deste amor  
Mesmo que haja pranto 
Às vezes, como hoje  
Eu só te sorriria  
Mas não importa muito  
No amor não há demora  
E se te amasse mais  
Talvez eu erraria 
Te dou o amor que tenho  
Amor que ri  
E que chora  
Seria um tempo em vão  
Eu sei que morreria  
Se eu te amasse mais do que te amo agora.

Imenso Amor, O Meu - Solange Rech

Imenso amor o meu, tão grande 
Que minha alma, liberta da couraça 
Do egoísmo, da mágoa, da aridez, 
Vive no espaço que esse amor lhe traça. 
Dia após dia, mês depois de mês, 
Sigo teus passos, preso à tua graça. 
És a resposta a todos os porquês 
E a afirmação de que nem tudo passa. 
Quando disseste “vem comigo”, eu vim 
Pois eras a esperança, eras meu sonho 
Mais divino, mais puro, mais pudico. 
Como a lei natural impõe um fim, 
Morra eu, que de matéria me componho, 
Mas nunca morra o amor que te dedico.

Para Ti - Mia Couto

Foi para ti que desfolhei a chuva 
para ti soltei o perfume da terra 
toquei no nada 
e para ti foi tudo 
Para ti criei todas as palavras 
e todas me faltaram 
no minuto em que falhei 
o sabor do sempre 
Para ti dei voz às minhas mãos 
abri os gomos do tempo 
assaltei o mundo 
e pensei que tudo estava em nós 
nesse doce engano 
de tudo sermos donos 
sem nada termos 
simplesmente porque era de noite 
e não dormíamos 
eu descia em teu peito 
para me procurar 
e antes que a escuridão 
nos cingisse a cintura 
ficávamos nos olhos 
vivendo de um só olhar 
amando de uma só vida.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

A Dama De Vermelho - A.D.

Das trevas surgiu a dama... 
Pegou-me de surpresa,
reagi, gritei, 
jogou-me na cama de caçador... 
Tornei-me presa, 
estremeci, me entreguei... 
Num vermelho ambiente... 
Sua língua de mulher... 
Deixando-me saliente... 
Percorreu todo o meu corpo... 
Sem perguntar: 
Você quer? 
Mas mesmo reagindo... 
Com todo esse conforto...
Encheu meu corpo de gozo... 
E acabei sorrindo...

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

A Luz De Um Abajur - Magno R. Almeida

Sob a fraca luz de um abajur
percorro o teu corpo com o olhar
delirante de tesão e
enquanto o fogo da paixão
arde, desenhando em minha mente
as mais loucas fantasias sexuais,
teu corpo esguio e desnudo
repousa na maciez dos lençóis
que teimosamente tentam
esconder a fonte dos meus desejos
Deito-me ao teu lado
e dou início a uma alucinante
viagem pelas curvas do teu corpo
que estremece de prazer quando
minha língua quente acaricia
teus mamilos e parte em busca
da tua vulva molhada de tesão
Como dois loucos famintos
devoramos nossos sexos
enquanto nossos corpos perdidos entre
carícias, beijos, lambidas e mordidas
explodem em delirantes gozos de prazer
Tudo testemunhado apenas pela
fraca luz de um abajur

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Tesão, Paixão - G. Cardoso

Tesão, amor , ilusão
Paixão, calor, coração
Pernas, bocas e línguas
Tesão, calor e línguas
Paixão, boca, ilusão
Pernas, amor, coração
Paixão, amor e línguas
Pernas, boca, tesão
Coração, calor, ilusão
Paixão, tesão, calor.
Termina com esporro
Não de pernas e ilusão
E sim de amor e coração!  

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Picante... E Doce... - Chinezzinha

Sou gengibre
chili vermelho
pimenta-malagueta
ardo em chama forte
nos teus braços
Em doce me torno
açúcar
canela
baunilha
doce de leite
que se derrete 
l e n t a m e n t e
na tua boca
Picante… e doce…
assim sou eu!
Sirvo-me quente
Prova-me…

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Sugar E Ser Sugado - Carlos Drummond de Andrade

Sugar e ser sugado pelo amor
no mesmo instante
boca milvalente
o corpo
dois em um
o gozo pleno
que não pertence a mim
nem te pertence
um gozo de fusão
difusa transfusão
o lamber
o chupar
o ser chupado no mesmo espasmo
é tudo boca
boca
boca
boca
sessenta e nove vezes boquilíngua.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Traição, Perdão E Outras Reflexões - Rosana Braga

O dito popular afirma: quem nunca foi, está sendo ou um dia será! Mas eu, particularmente, não considero a traição tão inevitável assim! Além do mais, como se trata de uma situação que não depende de nosso controle, melhor mesmo é se concentrar em possibilidades pessoais.
E tem mais: antes de entrar na grande questão, sobre perdoar ou não perdoar, vale esclarecer melhor o conceito. Trair é, por definição, enganar o outro. Ou seja, é fazer o outro acreditar que você age de uma determinada maneira quando, na verdade, age de outra! Portanto, o grande problema da traição não é exatamente com quem você está ou não, quem você beija ou com quem você transa, mas, sim, o fato de estar mentindo e enganando algum ou alguns dos envolvidos nessa trama amorosa.
Pra esclarecer melhor a minha teoria, vou contar o que sempre digo a um amigo que defende a traição. Ele é casado e sai com outras mulheres. Dependendo do caso, chega a ficar longos meses com a mesma mulher, embora mantenha sua vida amorosa com a esposa e dê escapadas extraconjugais e extra-amante fixa.
Ao abordarmos o assunto, sempre deixo claro que não concordo com a atitude dele. E ele argumenta: essas relações paralelas são apenas diversão, e terminam fazendo bem à minha relação. Fico mais tranqüilo e mais carinhoso com a minha mulher!
Pois muito bem! Como não quero entrar no mérito da questão, abordando detalhes do relacionamento dele, procuro ser prática e objetiva: se você está sendo sincero comigo e realmente acredita que não há nada de errado em manter relações paralelas, então, por que precisa mentir para sua esposa? Diga isso a ela, defenda a sua teoria e explique por que age dessa forma. Convença-a dos benefícios e seja verdadeiro. Ao menos, assim, ela saberá quem você é realmente e poderá escolher se quer continuar com você ou não!
Mas vou um pouco adiante! Além disso, se você realmente acredita que esse tipo de comportamento faz bem à relação, então, suponho que não se importaria se ela fizesse o mesmo. Ou seja, se saísse com outros homens para se divertir, tornando-se mais tranquila e carinhosa com você!
Mas, estranhamente, ele sempre retruca: De jeito nenhum! 
Se descobrir que ela me trai, está tudo acabado! 
E, assim, sinto-me ainda mais propensa a reafirmar: o que mais importa numa relação não é o fato de jamais ter cometido um erro ou jamais ter magoado o outro. Isso, sim, é inevitável, considerando o grau de envolvimento, entrega e intimidade que permeia um relacionamento amoroso.
O que mais importa é a coerência entre o que você diz e o que faz. É o nível de verdade que existe naquilo que você está se propondo a viver. É o comprometimento que cada um dos envolvidos tem com cada detalhe desta importante escolha, que é dividir sua vida com outra pessoa!
Portanto, se você está vivendo uma situação dolorosa, sentindo-se traído, tendo descoberto um erro e uma mentira de seu parceiro, acredite: não existe uma resposta certa e uma resposta errada que sirva para todas as relações.
Para decidir se você vai perdoar ou não, se vai continuar ou não nessa relação depois do que aconteceu, sugiro que você se faça algumas perguntas fundamentais e tente responder com o coração, baseando-se naquilo que sente de mais real, de menos contaminado pela raiva ou pela dor que, provavelmente, queima dentro de você!
- Apesar desse erro, o que existe de bom e que vale a pena nesta pessoa e nesta relação?
- Você gostaria de dar a si mesmo a chance de tentar fazer dar certo mais uma vez?
- Quanto você consegue reconhecer de seu nisso tudo. Ou melhor, você também comete erros. Quanto consegue compreender o que o outro fez a partir dessa autopercepção?
- Saiba: você pode conseguir perdoar, mas esquecer só será possível se você vier a sofrer algum tipo de perda de memória que apague esse acontecimento de seu cérebro. Caso contrário, essa lembrança continuará viva como a de qualquer outra ocasião relevante de sua vida. Você vai precisar aprender a lidar com ela!
- Ao fazer um balanço, caso descubra que as dores e as mágoas são bem maiores que o respeito, a admiração e a confiança, pergunte-se: o que você está ganhando ao ficar nesta relação? Porque ninguém fica numa situação onde não esteja ganhando absolutamente nada!
Por fim, lembre-se que toda dor e toda raiva vai amenizar com o tempo e que a lucidez tende a ser maior com o passar dos dias. Então, não aja de modo precipitado e nem seja radical ou implacável consigo ou com o outro. Espere até recuperar-se do choque e, somente então, pense no que quer fazer. No final das contas, a vida –incluindo as maiores dores contidas nela– sempre nos oferece aprendizados incríveis e surpresas impagáveis.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Na Melodia Do Desejo - Chinezzinha

Estando os dois, 
deitados na escuridão do nosso Desejo
afundo-me nos teus braços, 
depois de ser reconduzida 
para a nossa cama 
e aí deixo-me abandonar nos teus beijos. 
Esses beijos ávidos, 
sequiosos de mim… 
famintos do meu sabor.
E… o incenso ainda aceso 
que nos embriaga 
deixa-nos o Desejo mais intenso… 
levando-nos a ler 
inteiramente um ao outro. 
Palavra a palavra. 
Sílaba a sílaba. 
Letra a letra.
Minuciosamente escreves 
a palavra Paixão 
por todo o meu corpo 
que se enrosca a ti suavemente… 
e vestes-me de cor e fantasia 
numa melodia de Desejo.
Despes-me de novo… 
e nua danço no teu corpo… 
desenhando com a minha língua 
o mapa do relevo do teu Desejo.
Olho-te nos olhos e pergunto-te:
- Que poderes são esses que tens tu?

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Inteiramente Tua - Chinezzinha

Deixo… e… Sou…
Aqui neste instante...
Deixo teus braços se envolverem em mim,
Deixo tua boca se encontrar na minha,
Deixo tuas mãos me acariciarem,
Deixo teus olhos me possuírem,
Deixo tua voz me endoidecer,
Porque…
Sou… inteiramente Tua…

Teu Toque - Jackeline Reis

Quero teu toque a desnudar-me.
Quero em teus olhos a chama ardente 
do desejo enlouquecedor.
Esta chama que meu corpo queima,
Como um vulcão em erupção
Chama esta, que me faz perder a razão.
Chama suave, quente voraz,delícia de delírio,
Desejo louco que queima como fogo, 
Meu corpo em chamas pede pelo frescor 
Da tua boca molhada.
A suavidade de tuas mãos, 
De tua boca sedenta e lábios vorazes, 
Que deslizam por minha pele, 
buscando meus segredos mais íntimos.
Enfim... tua...
completamente
Tua.

Ato Sexual - Clarice Ferreira

Hoje acordei para te suspirar
Para te inspirar até o último pó
Como cocaína
E te inalar
A mais torpe de todas as flores em brancura
Papoula crisálida em doçura
Aprisione-me entre as grades de nossas paixões
E eu tua escrava submissa sucumbirei
Concedidamente ao teu cálido masoquismo
De amor e dor
Quero o prazer de tuas mãos a marcar meu corpo
Das minhas unhas a cravar tua pele
Enquanto o nosso suor escorre quente
Junto com o nosso límpido gozo de amor.
Quero lamber tua pele
Pêlo a pêlo
Célula a célula
E deglutir em minha garganta
O teu sabor salgado
De sonho encantado.
Quero envolver-te por inteiro
E ter-te em minha boca quente
Enquanto observo-te gemer loucamente
Lou-ca-men-te!
Quero fotografar todas as tuas expressões faciais
Segundo a segundo
Todas as contrações de teus músculos e ossos
Segundo a segundo
Enquanto deliras e relaxas no teu ápice de amor!
Quero sentir-te fundo dentro de mim
E teus dedos entre os meus cabelos emaranhados
Dizendo-me que sou tua
Porque hoje eu acordei
Só para gritar e gemer em teus ouvidos
E suada e exausta 
Extasiar-me em gozo pleno
Sobre o teu falo encantado
Neste nosso ato sexual supremo
Ser uma vez mais

Amazona - A.D.

Diante do teu ser 
eu ouço tudo e calo,
Lançando-me um olhar 
emite teu comando
Para que eu monte em você, 
cavalgando
E pingue meu suor 
no meu viril cavalo.
E por mais que tu relute 
em sustentar por baixo
Minha massa corpórea 
e trêmula é sua
Termina se rendendo 
a minha carne crua
Que pisa teu orgulho 
e te faz de capacho.
Meus olhos nada vêem, 
apenas o teu rosto
Que encosta em minha cara
 e faz da boca encosto
Depositando em beijos 
meu sonhado feno
Perdido, extasiado, 
domado e contrito
Tu puxa meus cabelos,
 me morde e grita
Fazendo-me gemer, 
colhendo meu doce veneno.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Caio Fernando Abreu

Nem era preciso dizer 
que não era preciso dizer: 
Eu era o teu lado esquerdo 
e tu eras o meu lado direito...

Tati Bernardi

Só para ele 
eu me desmontei inteira 
porque confiei 
que ele me amaria, 
mesmo eu sendo desfigurada, 
intensa e verdadeira, 
como um quadro do Picasso.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Como É, Que É? - Venúsia

Como é, que é, 
quando só temos olhos pra aquela pessoa?
quando as borboletas 
nos invadem o estômago 
ganhamos 1 cm de altura, 
por entrar em levitação?
os horrores da vida dos outros 
parecem jardins calmos e floridos...
Como é, que é?
deixei de sentir
deixei de saber comunicar
deixei de estar disponível
embarquei sem rumo num mar de desapontamentos
e na minha cabeça remoinha apenas:
alguém que valha a pena,
alguém que valha a pena, 
alguém que valha a pena. 

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Encanto - Madame K®

Te encantei… 
Desde o primeiro momento…
Com minha sensualidade latente… 
Te disse sim…
Te conduzi… 
Sem que você percebesse…
Te mostrei…  
Minhas vontades… 
Meus desejos...
Sem nunca te dizer… 
Te mostrei meu lado fêmea…
E ao mesmo tempo, meu lado mulher… 
Não fiz restrições… 
Não fiz cobranças… 
Te dei afeto… 
Carinho… 
Paixão…
Explodindo em sensualidade… 
Intimidade…
Te adoro… 
Te quero… 
Você sente minha presença ao teu lado… 
A todo instante…
Meu perfume te acompanha… 
Você nunca sentiu o sabor que provou no meu corpo…
Tem ele registrado contigo… 
Meu toque… 
Meu sorriso…
Minha forma de me expressar… 
Minha boca sensual…
Basta você fechar os olhos… 
Para me sentir ao teu lado…!