JellyPages.com

quarta-feira, 27 de março de 2013

Substancial - Ly

Me suga a alma. 
Me espreme 
e me estremece na parede. 
Me invade a calcinha 
e viola meus pensamentos.
Devora minha dor 
e as lembranças.
Caminha sobre mim, 
navega em meus rios 
quentes. Me toca, 
me ilumina, 
me enlouquece.
Meu vício.
Tem o dom de purificar meu sangue 
e minha lucidez. 
Só ele... 
Só ele me faz chorar ao gozar. 
Só ele me machuca o anus 
e me faz sorrir... 
Me usa, 
me descasca, 
me masturba, 
me faz cafuné, 
me faz dormir. 
Entra, sai . 
Some de mim. 
Foge. 
Se esconde. 
Não se despede. 
Me desespera. 
Me descansa a carne...
Me faz morrer.

Desvenda-Me - desejosproibibos

segunda-feira, 25 de março de 2013

Com Chocolate - Nathan de Castro

Os corpos com sabor de chocolate
na tarde dos segredos desvendados,
brindavam ao açúcar e ao combate
do amor sobre os lençóis amarrotados.
Palavras de silêncios, no resgate
dos beijos esquecidos nos estrados,
que o tempo despertou para o abate
das rimas solitárias... Sóis passados. 
Poética da luz dos novos ventos,
encaixes na perfeita paz do gozo
e os sonhos mergulhados no cremoso
Aroma da canção dos sentimentos.
Hoje, o verso repete em pensamento:
o amor com chocolate é mais gostoso!

Grito Erótico - Manuela Amaral

Caluniaste o meu corpo
ao longo dos teus gestos
sem medida
Desde a palavra exata
do meu sexo
e soletraste-me puta
      Puta
      Puta
Angustiosamente erótica
abri-me em coxas
e penetrei-te na minha fauna aquática
Grito marinho
a escorrer nas algas
do meu ventre
      Puta
      Puta.

Teu Olhar - Ivone Boechat

Gosto do teu jeito
de me olhar,
perturba,
desequilibra,
põe dúvidas no ar.
O teu olhar
tem o efeito
de um grande temporal: 
vibra, 
balança, 
derruba armadilhas 
de todo não,
faz bem, 
faz mal,
produz maravilhas,
faz sonhar, 
tem os raios 
do pecado 
e do perdão.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Clarice Lispector

Quer saber o que eu penso? 
Você aguentaria conhecer minha verdade? 
Pois tome. 
Prove. 
Sinta. 
Eu tenho preguiça de quem não comete erros. 
Tenho profundo sono de quem prefere o morno. 
Eu gosto do risco. 
Dos que arriscam. 
Tenho admiração nata por quem segue o coração. 
Eu acredito nas pessoas livres. 
Liberdade de ser. 
Coragem boa de se mostrar. 
Dar a cara a tapa! 
Ser louca, estranha, chata! 
Eu sou assim.
Tenho um milhão de defeitos. 
Sou volúvel. 
Sou viciada em gente. 
E adoro ficar sozinha. 
Mas eu vivo para sentir. 
Por isso, eu te peço. 
Me provoque. 
Me beije a boca. 
Me desafie. 
Me tire do sério. 
Me tire do tédio. 
Vire meu mundo do avesso! 
Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir... 
Um beliscãozinho que for, me dê. 
Eu quero rir até a barriga doer. 
Chorar e ficar com cara de sapo. 
Este é o meu alimento!

quarta-feira, 20 de março de 2013

Serpente - Serpente Azul

Não percebes, aproximo-me,
Sussurrando aos teus ouvidos...
Desejos inconfessos...
Como o silvo de uma serpente,
Que te enfeitiça e domina.
Enrosco-me em teu corpo,
E ofereço-te meu veneno...
Que te sirvo em meus lábios.
Minha língua atrevida
Percorre teu corpo.
Teu músculo rígido
Denuncia tua entrega.
E te sugo o néctar,
Que explode do teu corpo.
Tua língua numa constante.
Lambe-me.
Tua boca ansiosa
Me suga o mel.
Revelo-me a ti,
Ao toque de tuas mãos.
Meus seios intumescidos,
Desejosos de tua boca.
És um bruxo
Já não seduzo...
Sou seduzida.
Sinto-me tua escrava,
Uma deusa vencida.
E entrego-me a loucura
Que nos domina.
Mas não é loucura...
É vontade, é desejo, é tesão.
E te sinto tão aqui...
Dentro de mim.

Avassaladora - Gonzaguinha

Avassaladora
senta no seu colo
lambe o pescoço
morde a orelha
enfia a língua
por entre seus dentes
tomando toda a sua boca
ela é louca 
muito louca e,
ele adora sua mão
apertando o que deseja
com calor e com carinho
ensinando o caminho 
da loucura
e acabando 
com seu medo de não poder
e o macho se solta
se larga, se acaba na 
mão da rainha 
com todo prazer.
e o macho desmonta
no grito de gozo
na mão da rainha
e desmaia
de tanto prazer.

Domina-Me - desejosproibidos

Olha-Me Com Olhar Da Alma - desejosproibidos

segunda-feira, 18 de março de 2013

Sinto-Te Latejando - Lilian Menale

Sem nenhum receio...
Tuas mãos deslizam, 
Passeiam,
Alisam,
Tateiam; 
Meus seios. 
Na eclosão do desejo,
Sinto-te latejando
E em meu corpo inteiro,
Logo teu gozo transbordando.

Momentos De Intimidade - Lilian Menale

Lambe meu corpo,
Descobre meu intenso desejo,
Alimenta meu fogo,
Nesses momentos de intimidade.
Excitado, me beija com amor,
Me seduz, me encanta,
Me morde, sem pudor,
Me encarcera na cama.
Arrebatada, entorpecida, dominada,
Sinto teu néctar quente e infinito, 
Num gozo tão profundo,
No vai e vem dos nossos sexos.

Amor Pra Vida Inteira - Lilian Menale

Quero
A tua
Mão
Quente
No meu
Corpo,
Provar
O doce
Mel
Do teu
Suave
Beijo,
Amar-te
Por
Toda
A minha
Vida.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Como Nos Queremos - Andy

Excitas-me a Alma
porque no corpo visto os Teus Sentidos...
o Teu Desejo
de seres o Beijo
que mora nos meus lábios.
Escondes de mim o sono
o Teu corpo é a minha doce insônia...!
Aportar o meu corpo no Teu
na baía do Teu Desejo.
Entrelaçar o Querer
beber
beber o néctar que de Ti escorre
e sermos um só
vestidos de Amor que não morre
pela noite que vem...
batem os Corações 
alvoraçados!
Sinto o Teu latejar por dentro
excitante
esta Tesão que nos inebria
nos contagia
nos faz Sorrir
nos faz Querer assim!
Descompassados
Loucos
docemente alucinados...
e foda-se, como nos queremos!!

Menina... (Não Me Olhes Assim) - Denis Correia Ferreira

Menina...
não me olhe assim.
Por que desse jeito,
vão saber de nós.
Das marcas de Amor
em nossos lençóis.
Vão saber do fogo
que nos aquece.
E que nos enlouquece
quando estamos à sós.
Menina...
não me olhe assim.
Por que desse jeito,
não vou aguentar.
Não me responsabilizo
nem por mim e nem por você.
Eu perco o juízo
quando você me olha tão faceira.
E uma noite inteira vai ser pouco
pra gente se Amar.

Dor - Andy

Dor... 
esta, pequena 
que se solta dos meus lábios. 
Esta, que Te canto 
melodia de mim 
sem encanto, mas cheia de Sentimento!
Em cada momento 
de frenesi 
do encaixar dos corpos
dor de ti 
em mim 
que gosto de sentir 
e me sabe bem ouvir 
a Tua balada de gemidos,
na dança de sons inexprimíveis do teu corpo 
no balbuciar sem sentido 
que os orgasmos fazem aflorar à boca
...danças Louca 
ao sabor mágico deste amor
e eu, senhor 
de todos os meus Sentidos 
faço dos Teus aconchegos, meus abrigos 
e danço contigo para sempre!
...E sinto esta dor, demente 
que me faz cair em ti... 
e me sabe tão bem!!

Eu Me Rendo - Lilian Menale

Eu
Estou
Aqui,
Toda
Neste
Amor!
Veja
No meu
Olhar,
Tudo
O que
Quero,
Toma
Meu
Corpo
E alma
Que lhe
Chama,
Nada
Lhe
Nego,
Em
Nossa
Cama.

Batalha - Warmien

O dia amanheceu.
Na cama desfeita,
lençóis amassados,
nossos corpos exaustos,
suados, extenuados,
revelavam
que foi longa a contenda
restando vencedores
a espada mesmo agora abatida
e a gruta então indevassada.
E no final
desse batalha gostosa
a única derrotada
foi a sua inocência
que se rendeu a mim.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Insaciável Paixão! - Fratello

Nossa,
Menina devassa
Com carnes deliciosas
E fetiches em massa.
Movimentos uníssonos
De tesão inacabável
Se completam em tudo
Em nosso momento de ser.
Que mulher insaciável
Com toques sensíveis
E com desejos carnais.
O seu desejo de amor,
Em suas caminhadas
Ao encontro do prazer,
É simplesmente notável .
Ao deitar na cama
Eu mal começo a respirar,
Com ímpeto ainda lento,
De forma pausada,
E num sem pulo
Lá vem você,
Sorridente,
Ardente,
Sorrateira,
Me envolvendo numa corrente
Com suas mãos salientes,
E me propiciando entrar
Entrar e sair
Do seu ventre tão quente.
Nos unimos num orgasmo sem igual
E sem esperar um segundo
Pulas em cima de mim
Me acaricia
Me envolve
Me chupa sem tréguas
Me enrijecendo de novo.
Com o corpo trêmulo
Te peço um segundo
Seguro sua mão
E te imploro um descanso.
Imploro que me deixes
De pronto,
A pelo menos recuperar,
A minha respiração.
Em nossos encontros
As horas em que ficamos juntos
Bem juntinhos,
Fazendo amor sem parar,
Trocando muitos carinhos
São o meu troféu da vida
A minha esperança de amar.
Me deixas apenas recostar.
De repente,
Num instante de furor
Os seus braços me envolvem
E você com força me abraçando
Se coloca sobre mim.
Quer me cavalgar,
Se apossa de meu membro
Se abre ao amar.
Em suas carnes fervorosas
O meu centro de prazer
Começa a penetrar,
Nossos corpos estão unidos,
São movimentos contínuos
De imenso e apaixonado prazer.
Ao ponto maior desses movimentos
Tudo aumenta
Nossos corpos suados e em êxtase
Se completam.
A cama
O chão do quarto
Fazemos um ritual
Que ao final
Estremece a tudo.
O meu orgasmo
Só se faz presente ao seu.
Meus jatos de excitação
Se encontram no canal do amor
Com suas lavas de tesão.
Então,
Nossos corpos se postam
Um sobre o outro.
Estamos parados
Coma respiração combinada.
Minhas pernas
Estão bambas
O seu corpo mostra cansaço,
O meu pede por um abraço.
Quando estamos juntos
O tempo que passa
Se torna pequeno
Pois ao sentir,
O meu corpo colado ao seu
Tenho convicção que nossa atração,
Não e apenas carnal
Nossa atração e mais que tesão.
Estamos juntos, unidos
Pelos motivos do coração.
Descansamos, dormimos,
E acordamos com o amor no ar.
Você linda e sensível
Quando abre os seus olhos,
E me vê a te observar
Mostra sua face sorrindo,
Exalando emoção.
Após este intervalo
De descanso e admiração
Suas pernas vão-se abrindo,
E novamente acende
Na cama
O fogo da nossa paixão
O ardor do nosso tesão
O calor da nossa união.
Com todos os pontos
De nossos orgasmos,
Chego a conclusão
De que somos movidos pelo tesão.
E que ao ficarmos na cama
Um ao outro amando sem pudor
Aparece sempre,
E cada vez mais forte,
A nossa insaciável paixão!