JellyPages.com

terça-feira, 30 de abril de 2013

Prometo... - A.D.

Hoje pensei numa grande noite de prazer...
Você talvez não imagine 
o quanto eu quero te ter hoje.
Quero ser sedutora, ser fogo, 
ser desejo, quero fantasia,
loucura, e olhar quente, 
estar insaciável para você,
e mergulhar no seu íntimo 
como jamais imaginou.
Quero explorar suas partes mais sensíveis, 
de arrancar suspiros.
Hoje quero fazê-lo levitar 
de tanto prazer ao desvendar 
os mistérios de seu corpo.
Prometo ser paixão avassaladora, 
sorriso inocente e corpo ardente, 
ser segredo e descoberta, 
lábios ágeis, mãos inquietas.
Quero o encontro das carícias 
mais ousadas 
e o ritmo mais gostoso 
que possamos encontrar. 
Prometo ser carinhoso 
e te dar prazer total, 
e te fascinar como ninguém mais.
Te quero muito, te desejo...

Minha Putinha - A.D.

Sei bem do que gosta,
Entendo o que quer...
Quando se deita na minha cama,
Te chamo de mulher...
É menina, é mulher...
É sonho, é realidade...
É tristeza, é alegria...
É numa fração de segundo,
Tudo que existe no mundo...
É tímida, exagerada,
Delicada, atrevida,
Faminta, inquieta,
Calma, doce...
É quem realmente é...
Igual a tantas outras...
Nem perfeita,
Nem imperfeita...
Modelada com maestria.
Quando por suas mãos sou tocado,
Por sua boca beijado,
Nesse instante se transforma
Agora é minha putinha...

Decidida - A.D.

Não se engane 
eu que escolhi ser tua putinha.
Eu escolhi te deixar louco.
E te deixo “duro” 
com um simples olhar.
Também foi minha escolha 
cada punheta que tocas pra mim
Cada vez que gozas me imaginando ali,
Ajoelhada e submissa.
Eu decidi...
Decidi que ias ser 
um puto pervertido.
Que só pensa na minha bunda 
e na melhor maneira de me comer.
Hoje, tu és meu devasso, meu tarado, 
porque eu quero assim.
E no nosso universo de fodas, 
prazeres e gozos,
Tu és o meu crime mais gostoso.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Sede De Você - A.D.

Queria ser líquida, 
para escorrer em cada pedacinho 
do teu corpo; 
Queria ser mineral, 
para me beberes com vontade; 
queria ser o mar, 
para tuas mãos brincarem soltas, 
onde nadarias incansavelmente, 
e por fim darias o mergulho 
mais profundo, 
onde o prazer não teria limites! 
Depois deixarias teu corpo solto...
boiando... 
nesse mar aberto...
pronto para te receber novamente!

O Nascimento Do Amor - L.P.V.

O amor
Nasce com um simples olhar
Que desperta o coração 
Dando um simples toque...
Com o mesmo olhar
Nossas mãos transpiram
A língua  seca
O coração bate descontrolado
As pernas bambeiam
A vontade de ter a pessoa 
Do nosso lado 
Se torna insistente
De repente 
Estamos amando...

Nós E O Silêncio - L.P.V.

Gozamos...
de repente o silêncio, 
depois, risos...
Olhares correspondidos,
como se conversássemos 
apenas com os olhos,
Um beijo, 
um carinho, 
com pontas dos dedos, 
e o que mais...
...não precisa de mais nada,
só esse momento:
Eu, você e o silêncio.

Tormenta Devassa - L.P.V.

O mar estava calmo 
o barco fluía lentamente.
De repente a tempestade...
arrasta o barco 
e mais adiante 
um furacão sugando o barco 
pro rodamoinho.
Turbulências, 
medos apavoram os ocupantes 
onde se agarram no que  podem 
para não caírem...
Minutos de tortura,
de repente, tudo para.
Conferimos o que foi arranhado, 
machucado.
Então agradecemos,
sobrevivemos a mais um furação...
O barco continua seu destino,
calmaria.

Separação - Adryana Ribeiro

Melhor assim...
A gente já não se entendia muito bem 
E a discussão já era coisa mais comum
E havia tanta indiferença em seu olhar
Melhor assim...
Pra que fingir se você já não tem amor
Se teus desejos já não me procuram mais
Se na verdade pra você eu já não sou ninguém
De coração 
Eu só queria que você fosse feliz
Que outra consiga te fazer o que eu não fiz
Que você tenha tudo aquilo que sonhou
Mais vai embora
Antes que a dor machuque mais meu coração
Antes que eu morra me humilhando de paixão
E me ajoelhe te implorando pra ficar comigo
Não diz mais nada
A dor é minha, eu me aguento pode crer
Mesmo que eu tenha que chorar pra aprender
Como esquecer você
Melhor assim...
Pra que fingir se você já não tem amor
Se teus desejos já não me procuram mais
Se na verdade pra você eu já não sou... ninguém
De coração 
Eu só queria que você fosse feliz
Que outra consiga te fazer o que eu não fiz
Que você tenha tudo aquilo que sonhou
Mais vai embora
Antes que a dor machuque mais meu coração
Antes que eu morra me humilhando de paixão
E me ajoelhe te implorando pra ficar comigo
Não diz mais nada
A dor é minha, eu me aguento pode crer
Mesmo que eu tenha que chorar pra aprender
Como esquecer você

Caio Fernando Abreu

Saudade - Pablo Neruda

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

A.D.

 *Texto encontrado na parede de um dormitório de crianças 
do campo de extermínio nazista de Auschwitz.*

Não Se Desculpe - Mauri

Não... não se desculpe...
Pelo que não fez
Ou não pôde fazer
Pelo que tentou
Pelo que faltou
Ou deixou faltar
Não... não se desculpe...
Pelo que não quis
Ou não pôde querer
Pelo que eu fiz
Por não ser feliz
Ou por não poder
Não... não se desculpe...
Pela escuridão de teu olhar
Pela rudeza de tuas palavras
Dos teus lábios sem sorriso
E por toda a incerteza
Que hoje paira em tua cabeça
Pare!
Pense!
Seja!
Aconteça!
Mas não... não se desculpe... 
Nunca mais!!!

Quase - Beth Nunes

No contexto do vocabulário da língua portuguesa 
existe uma palavra pequenininha 
mas de uma carga emocional muito forte, 
decisiva, salvadora ou ineficaz 
embora num contraste que possa parecer dúbio:
o "QUASE".
Significa muitas vezes o pertinho,
o gostinho do que poderia ter sido 
e a melancolia ou a felicidade 
de não ter conseguido.
Todo quase antecede à ação ou realização.
O que não aconteceu 
ou pela falta de oportunidade, 
ou por deixar passar apenas 
pelo medo de ousar.
É o comodismo da vida equilibrada, 
traçada e morna...
Ou os destemperos de atitudes explosivas 
e impensadas.
É o meio termo...
É o desequilíbrio...
É o querer fazer...
É a indefinição...
É muitas vezes, a salvação...
Temos a mania de valorizar 
o lado ruim das coisas 
e assim também fazemos com o Quase...
Muitas vezes esse mesmo quase fez-me feliz...
Quase agi...
Quase transgredi...
Quase parti...
Quase deletei tudo...
E quase me magoei...
Estive tão perto de incoerências...
Quase "te" exigi...
Quase "te" cobrei...
Quase fiz de ti o que não amei...
Quase quis fazer nossa estória diferente...
Hoje tenho tentado agir de acordo 
com alguns aprendizados: 
não escondo nunca meus sentimentos 
vivendo o hoje como se o amanhã não existisse. 
Direciono meu comportamento diante da vida 
de uma forma intensa 
como se as oportunidades devessem ser agarradas 
para que nunca escapem.
Vivo sonhos sem estar alimentando-os.
Preocupo-me em exauri-los numa quase totalidade.
Nem toda mudança precisa vir 
carregada de sofrimento...
Deve vir carregada de afeto, de entrega 
e de felicidade espontânea.
Nossos momentos são frágeis 
como bolinhas de sabão e desaparecem no ar
embora pareçam quase duradouros.
Esses momentos são quase instantes 
que não podem estar trancados dentro de nós.
Aprendi que quanto mais envelhecemos 
mais nos aproximamos da morte.
E a vida quase finda.
Quase a perdemos esperando...
Quase não vivemos apenas sonhando.
Os instantes, os momentos passam 
e quase sempre só deixam a beleza 
daquilo que foi vivido.
O sentido da vida é o que nela deixamos...
É olhar a imensidão e perceber 
a quase união perfeita entre o céu,
a terra e o mar.
É fazer do QUASE mais um motivo 
de preservar a própria felicidade.

Parabéns

Paulo, 
comemore a maravilha de ser você!
Dê uma festa...
É o seu aniversário...
Tire os seus sonhos de dentro do armário...
Repare como o tempo faz mágica...
Pense nos velhos tempos...
E vire uma página da vida...
Hoje é o seu dia, tome alegria...
Brinque à vontade,
o que vale é felicidade...
E comemore a maravilha
de ser alguém especial...
Você, uma pessoa única,
maravilhosa, sem igual!
Tenha um Felicíssimo Aniversário!
Com todo meu carinho e amor...
Felicidades, sucesso, saúde 
e muito amor, hoje e sempre!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

A.D.

Hoje Eu Tô Sozinha - Ana Carolina

Hoje eu tô sozinha
E não aceito conselho
Vou pintar minhas unhas 
e meu cabelo de vermelho
Hoje eu tô sozinha
Não sei se me levo 
ou se me acompanho
Mas é que se eu perder, 
eu perco sozinha
Mas é que se eu ganhar
Aí é só eu que ganho
Hoje eu não vou falar mal 
nem bem de ninguém
Hoje eu não vou falar bem 
nem mal de ninguém
Logo agora que eu parei
Parei de te esperar
De enfeitar nosso barraco
De pendurar meus enfeites
De fazer o café fraco
Parei de pegar o carro correndo
De ligar só pra você
De entender sua família 
e te compreender
Hoje eu tô sozinha 
e tudo parece maior
Mas é melhor ficar sozinha 
que é pra não ficar pior.

Cálice Em Chamas - A.D.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Flor E Fruto - A.D.

Pudesse eu ser manhã, dessas manhãs primaveras
Invadiria seu quarto, ainda coberto de sono
Pra tomar em minhas mãos o seu fruto em abandono
E levá-lo a meus lábios... 
Ai! meu Deus, como o quisera!
E meus lábios entreabertos, mordiscariam seu pomo
E a língua doce e morna, ao pincelar sua haste,
Convidaria sedenta pra habitar o meu domo
E nele deixar seu mel... 
Ai! meu Deus, que isso me baste!
Mas seu fruto, meu amor, já na minha boca cresce
Minha língua se contorce a sugar todo o volume
Minha flor, bem orvalhada, suplica que se apresse
Desce no canto da boca, um fio de sumo doce
No quarto sumo e orvalho exalam cio-perfume
Flor e fruto se encontram...
Ai! meu Deus... verdade fosse...

terça-feira, 23 de abril de 2013

Vem Para Mim - A.D.

Vem para mim, homem, 
me faça feliz, 
vem me dar todo seu amor 
me mata de prazer...
Ah! eu fico completamente maluca 
quando você começa 
me falar no ouvido...
Adoro explorar o seu corpo,
adoro tirar da sua boca 
aqueles gemidos deliciosos, 
ouvir você gemendo... 
é mais que maravilhoso.
Teu corpo... que coisa linda, 
é do jeitinho que eu gosto. 
É maravilhoso saber que você é meu, 
sentir o prazer que você tem 
ao se deitar comigo.
Ah! eu não posso esquecer 
esse corpo maravilhoso 
que você tem paixão 
e quando eu vou descendo, 
passeando a minha língua quente 
e úmida por ele, brincando, 
parando aqui e ali 
como quem caça alguma coisa, 
e então poder presenciar 
toda a sua virilidade ali, 
só pra mim, amor.
Eu te chupo com tanto gosto, 
com tanto prazer... 
Bom mesmo é quando a gente 
se encaixa no mesmo movimento 
até gozamos juntos.
Amor... é tudo tão lindo quando estou com você.
Você é simplesmente...  
Maravilhoso!

Te Quero Agora - A.D.

Aguardo ansiosa pela noite que chega, 
te quero agora mas você está longe. 
Penso... sinto sua carícia em minha pele, 
sua boca em meu seio, seu cheiro em mim...
Nossa! queimando por dentro! 
Te quero agora mas você está longe. 
Onde sua mão me toca, ARDE, 
onde sua boca me beija, QUEIMA, 
onde sua língua brinca, LATEJA, 
te quero agora mas você está longe. 
Chegue logo! 
Ou morro ardendo de amor.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sem Vergonha E Sem Juízo - Leonardo

    Pode machucar, pode me maltratar
Pode até gritar no telefone
E magoar, falar que não gosta de mim
Que mesmo assim eu vou tentando te entender
Eu sou paciente, posso compreender
Que essa reação é o ciume, é a paixão
Essa história de exclusividade é só desejo, é só vontade
Um beijo, um cheiro, um chamego amor
E tudo acaba bem
Ai acaba a briga, acaba o xingamento
A gente até faz planos para o casamento
É um tal de beijinho, cheirinho, amorzinho
É um grude, é paixão pra vida inteira
E se pisar na bola, vira confusão
E se chegar mais tarde, é tapa, beliscão
É um tal de cai fora, vai embora, se manda
E quem é que consegue entender
Sem vergonha eu e você
Descarados
Sem juízo
Sem vergonha eu e você

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Teu Corpo Nu - A.D.

Teu corpo nu
(sim, o meu deitado em sua cama)
Lascivo e intenso te espera, rijo 
Roce-me com o teu
Me explore com tuas mãos
Sem limites, me toque 
Fecho os olhos te sentindo
Viajando na intensidade do prazer 
Me provoca as vontades 
Fica nua pra mim, sem vergonha… 
Monta cavalgando louca 
Invado-te, mexe os quadris 
Se entrega desesperadamente
Até explodir gozando!

Eu Sou A Outra - Tânia Alves

Ele é casado e eu sou a outra,
Na vida dele,
Que vive qual uma brasa,
Por lhe faltar
Tudo em casa.
Ele é casado e eu sou a outra,
Que o mundo difama,
Que a vida, ingrata, maltrata
E, sem dó, cobre de lama.
Quem me condena,como se condena
Uma mulher perdida,
Só me vê na vida dele,
Mas não vê na minha vida.
Não tenho nome,trago o coração ferido,
Mas tenho muito mais classe,
Que quem não soube prender o marido.

Medo De Amar Nº 2 - Simone

Você me deixa um pouco tonta
Assim meio maluca
Quando me conta
Essas tolices e segredos
E me beija na testa
E me morde na boca
E me lambe na nuca
Você me deixa surda e cega
Você me desgoverna
Quando me pega
Assim nos flancos e nas pernas
Como fosse o meu dono
Ou então meu amigo
Ou senão meu escravo
E eu sinto o corpo mole
E eu quase que faleço
Quando você me bole e bole
E mexe e mexe
E me bate na cara
E me dobra os joelhos
E me vira a cabeça
Mas eu não sei se quero ou se não quero
Esse insensato amor que eu desconheço
E que nem sei se é falso ou se é sincero
Que me despe e me vira pelo avesso
Não eu não sei se gosto ou se não gosto
De sentir o que eu sinto e que me atormenta
E eu confesso que tremo desse sentimento
Que de repente chega e que me ataca
E assim me faz perder-me
E nem saber se esses carinhos
São suaves ou velozes
Se o que escuto é o silêncio
Ou se ouço vozes