JellyPages.com

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Aqui - Antônio Villeroy e Ana Carolina

Aqui
Eu nunca disse que iria ser
A pessoa certa pra você
Mas sou eu quem te adora 
Se fico um tempo sem te procurar
É pra saudade nos aproximar
E eu já não vejo a hora
Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Você sabe que eu não sei jogar 
Não é meu dom representar
Não dá pra disfarçar 
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está
Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar 
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim
Aqui
Agora que você parece não ligar
Que já não pensa e já não quer pensar
Dizendo que não sente nada
Estou lembrando menos de você
Falta pouco pra me convencer
Que sou a pessoa errada
Eu não consigo esconder
Certo ou errado, eu quero ter você
Você sabe que eu não sei jogar 
Não é meu dom representar
Não dá pra disfarçar 
Eu tento aparentar frieza mas não dá
É como uma represa pronta pra jorrar
Querendo iluminar
A estrada, a casa, o quarto onde você está
Não dá pra ocultar
Algo preso quer sair do meu olhar
Atravessar montanhas e te alcançar
Tocar o seu olhar 
Te fazer me enxergar e se enxergar em mim

De Preto - Maria

Me visto
De preto
Me sinto
Quando estou longe de ti.
Ser cor
Nem tom
Que me alegre
Que me aqueça.
Sem som
Que me alegre
Que me envolva.
Sem cheiro
Que me alegre
Que se entranhe.
Sem toque
Que me alegre
Que me faça sentir viva.

Tati Bernardi

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Desejo (Duelo De Corpos) - Anja Arcanja®

Na beleza de teu olhar que me seduz,
Embriago-me.
No sorriso de tua boca carnuda,
E no salivar da minha,
Gotejo-me até sentir teus seios…
Minha língua, tua boca…
Teus seios, minha língua,
Teus beijos, teu colo.
Teu ventre, toco.
De teu cálice, Bebo.
Em teu sagrado cor púrpura,
Peco e me perco ainda mais.
Desejo, sim, desejo-te!

Me Excita A Sua Loucura - Cléia Fialho

Sua felina presa eu sou
quando você vem e me caça
indefesa então eu me dou
ao seu sexo hirto que enlaça...
Gosto desse jogo luxuoso
de cativeiro e servidão
ordens de um desejo furioso
seu impiedoso primitivo tesão...
Me excita a sua loucura
eu gozo nessa implacável folia
onde o seu amor me tortura
me subjugando à sua orgia...

Meu Vício, Meu Bicho De Pé - L.P.V.

Deitarei seu corpo na relva 
Tirarei cada peça de suas vestes,
beijando uma a uma.
beijarei sua boca,
passando minhas mãos suavemente 
no seu rosto...
Escorregando pelo seu corpo,
deitarei em cima de você.
Então farei o amor mais puro e verdadeiro,
porque amo você, meu "bicho de pé"

Perfume - Belo

Vivia com o coração fechado
Com medo da tristeza do passado
Andando no caminho da razão
Você apareceu na minha vida
Abriu a porta pra uma saída
São coisas que não tem explicação
De repente eu me entreguei
Não lutei não resisti
Quando menos esperava
O teu perfume estava aqui
Espalhado pelo ar
Me chamando pra deitar
E morrendo de saudade
Te encontrei no meu lugar
Meu amor
Levei tanto tempo pra te encontrar
Alguém que chegasse pra me libertar
Me entreguei de novo a mais quem diria
Meu amor
Esse sentimento no meu coração
Veio pra acabar de vez com a solidão
Outra vez sentindo essa alegria

Prova-Me - redangell

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Beijos, Línguas E... - Anja Arcanja®

Com meus lábios colados aos seus,
Encontro voraz de nossas línguas.
Beijo doce, molhado…
Beijo quente, salgado…
Ofegantes!  Coração acelerado.
Molhados de suor,
Suor doce, suor salgado, agridoce!
Não quero uma nem duas…
Te quero sessenta e nove vezes!
Sessenta e nove beijos australianos.
E eu em plena felação, sentirei pulsar
Em minha boca o teu coração,
Pulsará com força o sangue-néctar!
E sugarei… beberei e alimentarei minha eternidade.
Enquanto sirvo-lhe em taça sagrada o vinho
Que escorre de meu sagrado, deliciosamente
Por ti profanado.
Beba meu vinho, dá-me teu sangue.
Quero beber e ser bebida...
Sendo bebida irei beber…
Até que embriagados adormeceremos.
Invertidos ou não, apenas adormeceremos.
Um colado ao outro, suados, exaustos,
Adormeceremos…

Herética - Rejane Britto

Religião pagã
Devoção frenética
Que a ti elege
Ao teu corpo em transe
Do altar à alcova
Cerimônia erótica
Comungar herege
Mordo-te a carne
Chupo-te o sangue
Bebo-te o gozo
Brindo ao teu prazer

Entrega - Regina Coeli

Numa entrega absoluta
nossos corpos ardentes se unem.
Trocamos gemidos e salivas
com a orgia carnal e o pudor perdido.
Os lábios se lambuzam do mais puro
mel das entranhas.
No vai e vem sobre lençóis de cetim
e no passar dos dedos suavemente
nossos corpos entrelaçados
gemem o desejo dos cios.
Passeando por entremeios,
me descobre mulher.
Eu e você...
Entre sussurros e gemidos
ardendo de tanta paixão
nossos lábios se encontram
num verdadeiro fogo de tesão
como se fossemos o próprio vulcão
buscando o sublime êxtase.
E assim você me deixou
úmida, arrepiada e enlouquecida
provocando meu gozo.
Me levando ao verdadeiro delírio
de uma doce entrega,
me fazendo sua fêmea... 

domingo, 24 de novembro de 2013

Fruto Maduro - Cléia Fialho

Delicioso
fruto maduro
que em teu corpo
colho
em teu caule
me asseguro
pra sorver-te
até o molho.

Seu Banquete - Cléia Fialho

Degusta-me lentamente
com prazer
demoradamente
saboreia o licor
até a última gota
que pinga e respinga
do meu corpo
gritante e trêmulo
sou todos os pratos
do seu banquete
fascino-te
seduzo-te
encandeio-te
erotizo-te
até você me invadir
me possuir
me consumir...

Tudo Que Você Quiser - Luan Santana

...Eu troco minha paz por um beijo seu
Eu troco meu destino pra viver o seu
Eu troco minha cama pra dormir na sua
Eu troco mil estrelas pra te dar a lua
E tudo que você quiser...

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Morrer De Amor - Maria Teresa Horta

Morrer de amor 
ao pé da tua boca 
Desfalecer 
à pele 
do sorriso 
Sufocar 
de prazer 
com o teu corpo 
Trocar tudo por ti 
se for preciso 

Noites De Um Verão Qualquer - Skank

Fernanda Mello

Sol - Estrela

Sinto-o a tocar-me....
...como uma carícia suave que me arrepia a pele.
Percorre todos os recantos do meu corpo,
aquece-me os sentidos, 
desperta-me os instintos….
Acomodo-me…relaxo todos os músculos 
e entrego-me a senti-lo.
O toque é cada vez mais forte 
e deixo-o entrar em mim  devagar...
...docemente penetra-me a pele,
preenche-me o corpo….
Sinto-me quente!
Delicio-me com o prazer que me provoca.
Surpreendo-me com o poder que tem
de fazer germinar as sementes
que hibernavam adormecidas no mais profundo de mim.

Amado - Vanessa da Mata

Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós, gastando o mar
Pôr-do-sol, postal, mais ninguém
Peço tanto a Deus
Para lhe esquecer
Mas só de pedir me lembro
Minha linda flor
Meu jasmim será
Meus melhores beijos serão seus
Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais
É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Sinto absoluto o dom de existir
Não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina
É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Não Me Perca Nunca Mais - Silvia Mendonça

Vou deixar meu quarto aberto,
a cama desforrada,
no ar, um cheiro amadeirado,
Entre! 
Espero-te de braços abertos,
Na face, um sorriso de menina travessa,
no olhar, um jeito de mulher safada,
no corpo, um desejo de mulher devassa.
Feche a porta!
Abraça-me!
Seduza-me...
Fique comigo, não só por um gozo.
Penetre-me, não apenas as fendas,
mas também o coração.
Faça-me tua, nua, crua, vadia,
envolva-me nos lençóis em desalinho,
Deixe suas marcas em meu corpo,
Teu suor em minha pele,
nossos cheiros misturados.
Quero ser teu vício, teu pecado
Perder-me em teus desejos,
Sorrir, gozar, amar...
Faça-me tua mulher,
feliz, saciada...
Adormeça em meus braços,
fica comigo.
Perca a chave da porta!

Entrego-Me A Ti - Flor Poeta

Fito teus olhos
respiro o mesmo ar
quero inteira me doar
a teus caprichos mais loucos
sinto tuas mãos
a tocar meu corpo
o suor quente
que sai de nossos poros
o calor que domina a alma
o sussurro de palavras obscenas
as pequenas mordidas
em meus lábios sedentos
a umidade de tua boca
provocando meus arrepios
o entrelace de pernas
ao te prender junto a mim
ápice do prazer, o auge do cio
a proposta indecente
cravada no mais louco desejo
a doce entrega de ambos
em um torpedo de emoções
o amor acontecendo
em deliciosas e excitantes posições
que nos fazem mais amantes
mais homem e mais mulher
num intenso bem querer
com gosto de quero mais
com a sensação de toda a paz
e, por fim, nosso gozo pleno
gemidos loucos, sussurros roucos
o sorriso nos lábios, harmonioso
o abraço quente e gostoso...
e recomeçaria o mesmo percurso
a mesma entrega, as mesmas emoções
se apenas um olhar teu me pedisse...
pois teu amor me faz bem
me faz mais fêmea, mais feliz...

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Meu Veneno - Cléia Mutti Fialho

Agarra-me em seus braços
passe as mãos
em meu corpo quente
invada-me os espaços
desprovidos e carentes
decifre-me
o poema obsceno
sacia-me 
os desejos indiscretos
prova-me o fel do veneno
acalma- me o ímpeto inquieto
até o seu fervor sugar
e a sua carne penetrar
meus lábios com prazer...

O Nosso Show - Verinha Fagundes

Coração acelerado
Boca safada
O corpo apartado
Na pele marcada
Sangue a navegar
Vida a  latejar
Vontade louca
Insanidade plena
Tua voz rouca
O show... a cena
Tatuagem na alma
Literalmente na carne cravada
Procura  lasciva e  calma
Solidão  malvada... marcada
Paixão avassaladora
Emoção desvairada
Sinfonia ensurdecedora
Da musica orquestrada
Amor incondicional
Reencontro fatal
Ensandecido... irracional
O jeito tarado... rasgado
Numa invasão letal
O beijo molhado
O jorrar... o desaguar
No pleno deleite do gozar