JellyPages.com

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Letícia Spiller

Tati Bernardi

Judy Garland

Luís Fernando Veríssimo

Tati Bernardi

Não Precisa Mudar - Ivete Sangalo

Texto Do Filme: Bonequinha De Luxo

Re-Começo - Karinna

Então me defendo
E me renego.
Depois me abro
E me incinero
E renasço no desespero.
Então me alteio
No horizonte esvaeço
E meu corpo no limite percebo.
Então me entrego
E me acendo
Aprendo e reinvento o que absorvo.
Então me distancio
Depois me aproximo
E na busca compartilho.
Assim me conduzo
Entre vinda e começo
Integro e recrio o que aprendo.
E de tempo em tempo
Cresço e amadureço
E na gana de ir adiante
O sonho de cada dia é sempre meu recomeço.

Só Hoje - Rogério Flausino

Janela - Karinna

Há dias em que te abres para mim...
Descerras as trancas e em abertas venezianas
Desfilas tua alma ao som das valsas 
Meus olhos atravessam-te nas vidraças
Buscam-te nas ruas de pedras enfileiradas
Nas acrobacias humanas das íngremes calçadas.
Vislumbro nas organzas das tuas cortinas
Alvas, balouçantes as fragrâncias das tuas ternuras
O teu santo olor aspiro em melancólica doçura.
Há dias em que te fechas para mim... 
Trancas em ferrolhos poderosos o teu coração
Escondes-te atrás do embaçado vidro da nossa ilusão.
Em meio rangidos das enferrujadas junções
Uma lágrima solitária entoa uma cantiga em sussurro
E no parapeito truncado da janela espera um carinho mudo.
Há dias em que me enxergo no horizonte, da janela
Entreaberta, um rasgo de consciência entra e fareja
A fantasia escoa na pingadeira gélida.
E tem noites que as estrelas do nosso amor
Em sonhos e ardores imaginados
Nas vidraças escancaradas desenham nosso desejo 
Em enluarados prateados vitrôs

Ensinamento - Adélia Prado

Minha mãe achava estudo
a coisa mais fina do mundo.
Não é.
A coisa mais fina do mundo é o sentimento.
Aquele dia de noite, o pai fazendo serão,
ela falou comigo:
“Coitado, até essa hora no serviço pesado”.
Arrumou pão e café , deixou tacho no fogo com água quente.
Não me falou em amor.
Essa palavra de luxo.
*
*Não falou, mas ensinou.*

A.D.

Mude - Edson Marques

Mas comece devagar, porque a direção 
é mais importante que a velocidade. 
Mude de caminho, ande por outras ruas, 
observando os lugares por onde você passa. 
Veja o mundo de outras perspectivas. 
Descubra novos horizontes.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade. 
Tente o novo todo dia. 
O novo lado, o novo método, o novo sabor, 
o novo jeito, o novo prazer, o novo amor. 
Busque novos amigos, tente novos amores. 
Faça novas relações. 
Experimente a gostosura da surpresa. 
Troque esse monte de medo por um pouco de vida. 
Ame muito, cada vez mais, e de modos diferentes. 
Troque de bolsa, de carteira, de malas, de atitude.
Mude. 
Dê uma chance ao inesperado. 
Abrace a gostosura da Surpresa.
Sonhe só o sonho certo e realize-o todo dia.
Lembre-se de que a Vida é uma só, 
e decida-se por arrumar um outro emprego, 
uma nova ocupação, um trabalho mais prazeroso, 
mais digno, mais humano. 
Abra seu coração de dentro para fora.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Exagere na criatividade. 
E aproveite para fazer uma viagem longa, 
se possível sem destino. 
Experimente coisas diferentes, troque novamente. 
Mude, de novo. 
Experimente outra vez. 
Você conhecerá coisas melhores e coisas piores, 
mas não é isso o que importa. 
O mais importante é a mudança, 
o movimento, a energia, o entusiasmo.
Só o que está morto não muda! 

Parâmetro - Adélia Prado

Safena - Elisa Lucinda

Sabe o que é um coração
amar ao máximo de seu sangue?
Bater até o auge de seu baticum?
Não, você não sabe de jeito nenhum.
Agora chega.
Reforma no meu peito!
Pedreiros, pintores, raspadores de mágoas
aproximem-se!
Rolos, rolas, tinta, tijolo
comecem a obra!
Por favor, mestre de Horas
Tempo, meu fiel carpinteiro
comece você primeiro passando verniz nos móveis
e vamos tudo de novo do novo começo.
Iansã, Oxum, Afrodite, Vênus e Nossa Senhora
apertem os cintos
Adeus ao sinto muito do meu jeito
Pitos ventres pernas
aticem as velas
que lá vou de novo na solteirice
exposta ao mar da mulatice
à honra das novas uniões
Vassouras, rodos, águas, flanelas e cercas
Protejam as beiras
lustrem as superfícies
aspirem os tapetes
Vai começar o banquete
de amar de novo
Gatos, heróis, artistas, príncipes e foliões
Façam todos suas inscrições.
Sim. Vestirei vermelho carmim escarlate
O homem que hoje me amar
Encontrará outro lá dentro.
Pois que o mate.

Se Cada Dia Cai - Pablo Neruda

Se cada dia cai, dentro de cada noite,
há um poço
onde a claridade está presa.
há que sentar-se na beira
do poço da sombra
e pescar luz caída
com paciência.

Penetração Do Poema Das Sete Faces - Elisa Lucinda

A Carlos Drummond de Andrade
*
Ele entrou em mim sem cerimônias
Meu amigo, seu poema em mim se estabeleceu
Na primeira fala, eu já falava como se fosse meu
O poema só existe quando pode ser do outro
Quando cabe na vida do outro
Sem serventia não há poesia, não há poeta, não há nada
Há apenas frases e desabafos pessoais
Me ouça, Carlos, choro toda vez que minha boca diz
A letra que eu sei que você escreveu com lágrimas
Te amo porque nunca nos vimos
E me impressiono com o estupendo conhecimento
Que temos um do outro
Carlos, me escuta
Você que dizem ter morrido
Me ressuscitou ontem à tarde
A mim a quem chamam viva
Meu coração volta a ser uma remington disposta
Aprendi outra vez com você
A ouvir o barulho das montanhas
A perceber o silêncio dos carros
Ontem decorei um poema seu
Em cinco minutos
Agora dorme, Carlos.

Aninha E Suas Pedras - Cora Coralina

Não te deixes destruir…
Ajuntando novas pedras
e construindo novos poemas.
Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces. 
Recomeça.
Faz de tua vida mesquinha
um poema.
E viverás no coração dos jovens
e na memória das gerações que hão de vir.
Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.
Vem a estas páginas
e não entraves seu uso
aos que têm sede.

Amor Violeta - Adélia Prado

O amor me fere é debaixo do braço,
de um vão entre as costelas.
Atinge meu coração é por esta via inclinada.
Eu ponho o amor no pilão com cinza
e grão de roxo e soco. 
Macero ele,
faço dele cataplasma
e ponho sobre a ferida.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

L"ouco P"or V"ocê - L.P.V.

Nesse corpo 
Eu desenhei  parte da minha história 
Me senti o homem mais feliz do mundo
Quando nele eu toquei pela primeira vez
Me redescobri 
E hoje, nele, eu assino
L.P.V.
Louco Por Você
Você faz parte de mim

Doideiras Nossas - L.P.V.

Doideiras de momentos
Te xingo, você gosta
Te bato e você adora
Me descontrolo e você quer mais
Tesão
Fogo
Paixão 
Delírios de momentos 
Loucos desejos

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Tuas Curvas - L.P.V

Teu corpo é 
toda forma de amor...  
Deitada,
em pé, 
de lado, 
de frente, 
de quatro.
Curvas,
delírios, gemidos
Ah! teu corpo
louco desejo, 
em beijos trocados,
mordidos, 
molhados.
Ah! teu corpo,
no meu corpo,  
numa cumplicidade total.

Prazer Insano - L.P.V.

Insanos...
Dementes, a gente
se sente.
A mente, fervente. 
No corpo,
o desejo ardente.
No sexo,
o gostoso tesão, 
louco...
Na boca, seu gosto. 
O gozo em desatino. 
Desalinhadas, palavras 
Mas o que importa,  
no ápice do prazer... 
é o tesão, a emoção.
Já nem sei quem sou eu,
mas sei que amo você!

Mimar Você - Caetano Veloso

Te quero só pra mim
Você mora em meu coração
Não me deixe só aqui
esperando mais um verão
Te espero meu bem
Pra gente se amar de novo
Mimar você
Nas quatro estações
Relembrar
O tempo que passamos juntos
Bem bom viver
Andar de mãos dadas
Na beira da praia
Por esse momento
Eu sempre esperei

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014