JellyPages.com

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Dei-Te Quase Tudo - Paulo Gonzo

Foste entrando sem pedires
E marcaste os teus sinais
Tatuaste a minha vida
Ferro e fogo e muito mais
Vasculhaste os meus segredos
E eu deixei
Sem reservas nem pudor...
Invadiste os meus sentidos
O que não fiz por amor
E deixaste a minha vida
Meio perdida
Neste beco sem saída..
Dei-te quase tudo
E quase tudo foi demais
Dei-te quase tudo
Leva agora os teus sinais...
Obrigaste-me a quebrar
Todas as leis
E deixaste-me ao sabor
Na loucura
Dei-te os dedos e os anéis
E o que tinha de melhor...
Dei-te quase tudo
E quase tudo foi demais
Dei-te quase tudo
Leva agora os teus sinais...

Você Me Basta - L.P.V.

Conchinha - L.P.V.

Deitada 
como uma pintura 
inerte 
de lado, linda.
Me aproximei 
te beijei 
mexi  no teu corpo.
Você sorriu 
como me convidando.
Me ajeitando 
fui de conchinha 
ou de ladinho
tanto faz...
Nossos corpos 
se encaixaram 
perfeitamente 
ocupando
todos os espaços...

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

domingo, 25 de janeiro de 2015

Sobre Ela - L.P.V.

...E ela ali,
seu corpo na cama
nu estava...
...Sua mente,
pensando no amor
que acabara de fazer...
...No rosto,
um leve sorriso
lembrando do gozo
que percorreu todo seu corpo...
...Começou a passar,
as pontas dos dedos
ao redor dos seios...
...Um arrepio sentiu,
deu uns apertões de leve 
e um gemido veio à boca...
...Continuou a percorrer,
por onde a língua 
macia e atrevida 
dele, havia passado...
...Suas mãos, 
foram alisando o corpo todo.
com a visão do corpo dele, nu
e o seu membro rígido
ainda sentia nas pernas...
...Passou, então, 
as mãos nas coxas, virilhas,
seus dedos não paravam...
...Sua boca, lábios,
pareciam inchar
querendo aquele homem
de novo ali...
...Continuou a se tocar
e sentiu sua vulva molhada,
queria aquele prazer de novo...
...Lembrando do que haviam feito,
no tesão sentido, revivido,
seus dedos indo e vindo...
...Pensando: 
Quero aquele safado outra  vez!...
...E um pensamento mais profano
a levou ao gozo, de novo...

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Noite - Maria Tereza Horta

De noite só quero vestido
o tecido dos teus dedos
e sobre os ombros a franja
do final dos cabelos
Sobre os seios quero
a marca
do sinal dos teus dentes
e a vergasta dos teus
lábios
a doer-me sobre o ventre
Nas pernas e no pescoço
quero a pressão mais
ardente
e da saliva o chicote
da tua língua dormente

Venha - Patricia Antoniete

Toma meu corpo 
minha pele, minha alma, 
apropria meus sonhos
me bata na cara, 
me faça louca, pouca, 
santa, besta, tonta
devasta minhas aldeias, 
derruba minhas muralhas, 
caçoa de meus exércitos, 
incendeia minhas casas,
me faça bela, fera, 
donzela, megera, cadela
me cuspa no rosto, 
me traga desgostos, 
me lanha o dorso, 
me tira os méritos, 
me vista mortalhas
me faça alada, rasgada, 
amada, amarga, molhada
e tudo o que quero 
é que volte, 
logo !

Sobre Morangos - Vênus

Fruta saborosa
Fruta macia
Fruta fresquinha
Que sua boca prova
E minha pele se arrepia...

Rosane Lima

Foi sem querer
Tentando evitar
Fugindo
Mas voltando sempre...
Não sei porquê
Não entendo
Não tem explicação
Mas ter você perto
Te sentir
É bom demais
Já me viciei
E quer saber
Adoro assim!!!

Rosane Lima

 
Guardo aqui
Todos meus desejos
Minhas loucuras
Minhas taras 
E fantasias
Meus mais indecentes segredos...
E sonhos.
É aqui...
Que quero que descubra
Desvende
E finalmente me possua.

Sabor De Amor - Flor Poeta

Traz o teu sabor para minha boca
que de saudades de ti,
faço-me louca
e me perco em devaneios,
perco o rumo
sucumbo a teus carinhos
e assumo que és o meus amor
pra vida inteira...

Solo - Milene Sarquissiano

Gosto do teu olhar perdido e torpe
Valsando lento por meus encantos
Pousando malicioso nas minhas delícias
Gosto do calor que vem da tua boca
Quando tua língua dissimulada
Incendeia versos na pele dos meus lábios
Gosto das nossas salivas misturadas
Afogadas num desejo que não cessa
Engolindo o gosto dos nossos sais
Gosto do arrepio que corta a carne
Quando tomas meu seio em tua boca
E minhas fendas, em teus dedos
Não gosto de abrir os olhos
E ver refletida no espelho
A minha imagem... 
e a de mais ninguém.