JellyPages.com

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Orgasmo De Uma Lágrima - Poeta Da Alma

Rolava da face, 
passando pelo pescoço 
aquela lágrima libidinosa, 
atrevida ao pescoço, 
atingindo assim o seio, 
parando por um instante 
no mamilo, 
esgueirando-se pelo ventre... 
até chegar ao ponto desejado, 
ao sexo procurado...
orgasmo de uma lágrima

Sobre O Querer - Poeta da Alma

Não consigo mais te ver,
sentir meus lábios secos, 
ávidos pela sua boca, 
sentir sua língua na minha, 
um abraço 
dois corpos se fazem um, 
apenas um gemido...
um olhar 
um beijo... 
pelos eriçados... 
tesão alcançado... 
não, não posso...
abro meus olhos,
foi um sonho 
de um beijo quase roubado. 

Poeta da Alma

Desnude-se,
sinta meu olhar, 
deixa sentir o calor de teu corpo, 
suas mãos como navalha 
me cortar a pele, 
sinta o o calor do meu corpo, 
deixe-me entrar em você, 
nos tornarmos dois 
apenas um, 
em movimentos lascivos, 
cavalgue em mim, 
me dominando, 
para no final 
extenuados 
ficarmos ao chão 
largados no gozo do amor... 

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Rita Apoena

Alzira Espíndola / Alice Ruiz

Quando penso que uma palavra
Pode mudar tudo
Não fico mudo
Mudo
Quando penso que um passo
Descobre o mundo
Não paro passo
Passo
E assim que passo e mudo
Um novo mundo nasce
Na palavra que penso

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Seu Suor - Cris Coelho

Hoje tudo o que preciso 
é de um pouco do seu suor 
no meu corpo molhado. 
Preciso dele, 
do suor cheio 
de pecados aflorados 
no caos da minha vontade. 
Do suor espontâneo, 
que vem com cheiro de sexo 
e lembranças criadas. 
Quero ele, 
o seu suor mentiroso, 
aquele que mente 
quando esconde o
seu desejo por outra,
só para entregar
o meu prazer. 
Quero seu suor 
com todas as emoções 
que ele traz, 
com a umidade excessiva 
e o calor que acompanha 
sua vontade. 
Preciso dele, 
do seu suor 
sujo de desejos perversos 
e de maldades 
não concretizadas. 
Do suor que tem 
a medida certa 
para a acidez 
do meu corpo…

Quero - Cris Coelho

Quero você.
Quero que suas dobras 
se curvem ao meu desejo 
e quero seu perdão em posição fetal.
Quero todos os seus membros 
apoiados no chão 
e seus orifícios abertos 
para o meu prazer .
Quero você nua e suada; 
quero puta e domesticada. 
Quero seu prazer na minha boca 
e seu desejo nas minhas mãos. 
Quero você entregue e obediente. 
Quero você na cama 
e fora dela também. 
Quero te machucar de tanto prazer, 
e te fazer implorar por mais 
com as gotas do seu tesão…

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Podologia Erótica - Bela Síol

Estendes o tapete vermelho da língua,
Onde desfilo na ponta dos pés.
Sou bailarina do seu espetáculo,
Rainha de suas delícias.
Meus pés passeiam em teus sonhos,
Pisam macio, tuas fantasias secretas,
Tocam teus mais profundos segredos,
Alcançam tuas inconfessáveis loucuras.
Meus pés, objetos de teu desejo,
Indecifrável porção de luxúria,
Soletrada em lábios vorazes.
No ritmo do meu caminhar,
Pelo veneno de tua boca perita,
Desvendamos o céu e o inferno,
Na coreografia perfeita do gozo.