JellyPages.com

quarta-feira, 23 de março de 2016

Perdida - Lílian Maial

Eu me perdi de mim depois daquele dia.
A que vejo no espelho me fala verdades 
e aceita as mentiras.
Quantos homens ainda vão saciar 
seus egos no meu corpo,
antes que tu me encontres?
Em cada novo amante, procuro teu amor.
Todos cegos de quem sou.
Todos surdos do que digo.
Todos sós, como eu, 
e tão cansados de lutar…
Que importa se é azul ou amarelo?
A flor do meu amor é suave e perfumada, 
a cor é o de menos.
Sou uma das favoritas, 
quando deveria ser a única.
Já fui a única, até que não.
De lá pra cá, sou todas: 
sou virgem, sou fácil,
sou linda e sou nada, 
a promessa pra sempre,
a tola que acreditou, até que não.
Hoje sou fêmea, sou fogo, sou todas,
não mais a única, mas tenho todos,
os que já foram únicos, até que não.
Nem sei seus nomes, seus pratos favoritos, 
sua cor predileta,
mas sei fazê-los gozar, 
sei tocar seu corpo, suas partes, até desmaiar.
Sei ser excitante, entorpecente, 
recatada e indecente.
A virgem pura, a professora, 
a vaca profana, a cachorra.
Atriz perfeita, um dia, quem sabe, 
eu seja só mulher,
a que te quer, a que bem mereces,
a menina que teu olho não esquece!

terça-feira, 8 de março de 2016

Mulher - Victor Hugo

Feliz Dia Internacional da Mulher!
O homem pensa.
A mulher sonha.
Pensar é ter cérebro.
Sonhar é ter na fronte uma auréola.
O homem é um oceano.
A mulher é um lago.
O oceano tem a pérola que embeleza. 
O lago tem a poesia que deslumbra. 
O homem é a águia que voa.
A mulher, o rouxinol que canta.
Voar é dominar o espaço. 
Cantar é conquistar a alma.
O homem tem um farol: a consciência. 
A mulher tem uma estrela: a esperança. 
O farol guia. 
A esperança salva. 
Enfim, o homem está colocado 
onde termina a terra. 
A mulher, onde começa o céu!!!

segunda-feira, 7 de março de 2016

Gozo - Carlos Alberto Pessoa Rosa

Silencioso…
solto
disperso
aberto
delicioso…
desprendido
desatado
desobrigado
viver…
sem rumo
sem nada
sem ter
em regozijo
num gozo intenso

Sub E Imenso - Neguinha Mucelli

Te sigo
além das portas
teu caminho
abre minhas janelas
te sinto
pelo cheiro
pelo corpo
pelo desejo
que não quer calar
te vejo
antes avesso
sempre presente
ontem fui teu verso
hoje
sou limo
que adere
ao teu peito
submerso
nas águas do nosso leito.

terça-feira, 1 de março de 2016

Raio X - Myllena

Se eu pudesse fotografaria 
de dentro pra fora a melodia 
Imprimia o coração numa 
película escura e cinza 
Abriria o peito, a pele inteira, 
a alma fria 
Pra te chamar de meu 
Pra te chamar de meu 
Ser teu avesso, teu espelho reto, 
tua alquimia 
O poder de atravessar paredes, 
rir que eu não ria 
Abriria o peito, a alma inteira, 
a pele fria 
Pra te chamar de meu 
Pra te chamar de meu 
Raio x, você de mim 
Verso e frente eu sou mesmo assim 
Raio x, eu de você 
Dos teus olhos não posso me esconder 
O meu raio atravessa o chumbo 
em teu peito poesia
Te penetro na carne, por dentro, a agonia 
Te revelo sem identidade, sem cores e nomes 
Pra te chamar de meu 
Pra te chamar de meu 
Ser teu avesso, teu espelho reto, 
tua alquimia 
O poder de atravessar paredes, 
rir que eu não ria 
Abriria o peito, a alma inteira, 
a pele fria 
Pra te chamar de meu 
Pra te chamar de meu 
Raio x, você de mim 
Verso e frente eu sou mesmo assim 
Raio x, eu de você 
Dos teus olhos não quero me esconder 
Eu deixo me desvendar 
Pra no meu clarão te contrastar 
Me invade agora, por favor! 
Tudo que eu quis 
Ser teu raio x 
Tudo que eu quis 
Ser teu raio x